in

Tesco pede aos clientes para não irem às suas lojas

A cadeia de supermercados britânica Tesco está a pedir aos seus clientes para não irem às suas lojas e, em contrapartida, direcionem os seus gastos aos bares e restaurantes.

Numa campanha nacional na imprensa, redes sociais e oudoors, a Tesco insta os clientes a deixar de comprar nas suas lojas e a visitar o pub local, como parte do seu esforço de colaboração na recuperação do sector, fazendo uso da sua influência publicitária para enfatizar as dificuldades vividas por estes estabelecimentos, fruto da pandemia.

 

Resultados

A campanha representa um reconhecimento implícito do benefício colhido pelos supermercados com o encerramento do canal Horeca e a transferência do consumo de fora para dentro do lar. No exercício de 2020/2021, as vendas cresceram 7,1%, para os 61.500 milhões de euros, excluindo o negócio dos combustíveis.

As vendas online dispararam 77%, para os 7.255 milhões de euros, duplicando a capacidade a 1,5 milhões de slots por semana. “Embora a pandemia ainda não tenha terminado, estamos em boa posição para aproveitar o impulso do nosso negócio. Fortalecemos a nossa marca, aumentámos a satisfação do cliente e melhorámos a perceção de valor”, destaca Ken Murphy, CEO da Tesco.

exportações

Exportações de vinhos portugueses com arranque positivo em 2021

Horizon

Auchan, Metro, DIA e Casino dissolvem a sua aliança