in

Supermercados reduzem a diferença de preços para os discounts

Foto Shutterstock

As cadeias de supermercados estão a reduzir a diferença de preços para os operadores de discount ao ajustar a sua estratégia de marca própria.

Segundo uma análise do International Private Label Consult (IPLC), as marcas próprias standard são agora, em média, 47% mais baratas que as maras de fabricante, uma diferença que, em 2016, era de 33%.

A diferença média de preço entre o Lidl e as marcas próprias manteve-se mais ou menos a mesma face a 2016, nos 55%, mas face às marcas próprias das cadeias de supermercados reduziu e é agora de apenas 8%. Em 2026, era 21%.

 

Mudança de estratégia

O IPLC indica que se trata de uma clara mudança de estratégica, com as cadeias de supermercados a reduzirem significativamente o preço de venda das suas marcas de modo a concorrerem com o discount.

O estudo analisa a arquitetura de marca própria e a estratégia de preço de 16 retalhistas de oito países. Em retalhistas como a Albert Heijn, Jumbo, Edeka, Rewe, Mercadona e Pingo Doce já não se encontram marcas próprias de primeiro preço. As cadeias de supermercados estão a seguir uma estratégia semelhante à do Aldi e do Lidl, ao lançar marcas próprias com nomes que não o do distribuidor.

O recurso à marca própria para concorrer com o discount é significativo e, de acordo com as estimativas do IPLC, irá levar a um ainda maior aumento da sua quota em volume em muitos países europeus.

Publicidade

Dr. Oetker

Vendas da Dr.Oetker crescem 11% em 2020

Adega de Palmela

Adega de Palmela lança novos rótulos do vinho Villa Palma