in

Sonae ganha ação ao Carrefour para continuar a usar a marca Continente em Espanha

O Supremo Tribunal espanhol deitou por terra as aspirações do Carrefour para manter os direitos de exploração da marca Continente em Espanha, em benefício da Sonae que poderá operar lojas com esta denominação.

Desde 2008 que os dois grupos de retalho se batem em tribunal. A Sonae quis aproveitar o facto de, desde 2000, o Carrefour não utilizar a marca Continente nos seus supermercados e passar a operar sob essa insígnia em território espanhol.

Nesse ano, quando os grupos franceses Carrefour e Promodés, proprietários das insígnias Pryca e Continente, se fundiram todos os supermercados da nova sociedade em Espanha passaram a denominar-se Carrefour. Aquando da expansão das lojas Continente para Portugal, o grupo aliou-se à Sonae que, após a fusão, ficou com os direitos de exploração da marca Continente em Portugal e, posteriormente, registou-a em Espanha.

De acordo com a sentença, a que o jornal CincoDías teve acesso, o tribunal recusou o recurso apresentado pelo Carrefour no qual reclamava a impugnação de uma decisão judicial anterior que ratificava a marca Continente como propriedade da Sonae. O Supremo Tribunal reconheceu a legitimidade do grupo português para instar a caducidade da marca por falta de utilização, descartando, assim, “a existência de má fé no registo” e a “existência de conduta desleal” por parte da Sonae.

 

 

Funcionários do Pingo Doce detidos por corrupção

Vendas online de bens de grande consumo vão crescer 66% na Europa