in

Singapura torna-se no primeiro país do mundo a aprovar a venda de carne cultivada

As autoridades de Singapura aprovaram a regulação que permite a venda da carne cultivada em laboratório, indica a Eat Just, fabricante deste tipo de alimento, convertendo-se, assim, no primeiro país do mundo a fazê-lo.

Desde modo, a empresa norte-americana, sediada em São Francisco, poderá vender naquela cidade-Estado os nuggets de frango elaborados a partir do cultivo de células, que evita o sacrifício de animais.

A agência para a segurança alimentar de Singapura elaborou uma extensa análise para assegurar que o produto da Eat Just é apto para consumo. Será comercializado através da marca Good Meat, criada especificamente para este mercado.

 

Mais saudável e sustentável

A startup assegura que a carne cultivada em laboratório é mais saudável e sustentável, tendo trabalhado durante meses para elaborar documentação sobre o processo de produção. “Foram incluídos detalhes sobre a pureza, identidade e estabilidade das células de frango durante o processo de fabrico, assim como uma descrição detalhada sobre o processo de elaboração, que demonstrou que o frango cultivado cumpria com os critérios de qualidade do rigoroso sistema de controlo de segurança alimentar”.

A Eat Just também anunciou planos para construir uma unidade de produção em Singapura, de modo a satisfazer a procura do produto. “Singapura é, desde há algum tempo, líder em inovação, desde a tecnologia a produtos biológicos e, agora, também lidera no desenvolvimento de um sistema alimentar mais saudável e seguro. Estou convicto de que a aprovação da regulação para a carne cultivada por parte de Singapura será seguida por muitos outros países”, afirma Josh Tetrick, diretor executivo da Eat Just.

Publicidade

Licor Beirão

Licor Beirão apresenta as Bolas de Natal do Beirão

ZU

ZU chega a Torres Novas e já tem 28 lojas em Portugal