in

Siemens Portugal moderniza terminais portuários

Siemens Portugal

O centro de competências da Siemens Portugal, que desenvolve soluções para terminais portuários, o Cranes Engineering Hub, está a participar em quatro novos projetos internacionais, desta feita nos portos de Barcelona, em Espanha, do Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, de Maputo, em Moçambique, e de Constança, na Roménia.

Este hub desenvolve e fornece soluções para pórticos de cais e gruas de parque de terminais portuários, isto é, leva a cabo projetos de design, modernização e digitalização das máquinas que colocam e retiram os contentores dos navios e que movimentam os contentores dentro dos portos.

Luís Bastos, responsável desta unidade de negócios na Siemens Portugal, afirma que, “ao longo dos últimos anos, este sector tem registado um dinamismo muito interessante, com cada vez mais gestores de terminais portuários, de diferentes geografias, interessados em estender o tempo de vida útil das suas máquinas, tornando-as mais eficientes, e a apostar na digitalização, que permite, por exemplo, fazer as manobras com maior rapidez e aumentar a produtividade geral das operações”. O responsável acrescenta ainda que, “para além dos vários projetos que temos em curso, a equipa está a acompanhar novas oportunidades de negócio interessantes no Médio Oriente e em vários países europeus”.

As intervenções deste centro de competências podem ir de simulações das máquinas, ao design e desenvolvimento de pórticos novos, passando pelas modernizações de máquinas mais antigas. Tal pode incluir todo o projeto, desde a  engenharia, fornecimento de hardware e software e colocação em serviço.

Em projetos de modernização, estas intervenções permitem aumentar o ciclo de vida da componente elétrica e de automação das gruas e pórticos, em cerca de 20 anos. Aumentam ainda a eficiência das infraestruturas, reduzem as emissões de CO2 e permitem reduzir os consumos energéticos.

Modernização através da digitalização

A otimização das gruas e dos pórticos dos terminais portuários pode ser alcançada através de simulações digitais. Esta é mais uma área em que a equipa do Cranes Engineering Hub tem adquirido competências, a do desenvolvimento de Gémeos Digitais dos portos onde está a desenvolver projetos. Através do recurso a estas tecnologias, é possível testar os processos, selecionar as soluções e os equipamentos mais adequados a cada porto e posicioná-los no espaço disponível, antes de começar a construir ou de serem feitos investimentos significativos.

Outra área que têm desenvolvido é a da automação de algumas das atividades associadas à operação destas máquinas. Um exemplo é a condução remota ou semi-autónoma dos pórticos, a partir de uma sala de controlo, que torna as manobras mais seguras e eficientes.

A equipa do Cranes Engineering Hub, com mandato de atuação para a zona EMEA1, já intervencionou e modernizou mais de 90 pórticos e gruas, em dez países: Portugal, Grã-Bretanha, Espanha, França, Roménia, Turquia, Emirados Árabes Unidos, Egito, Moçambique e Aruba.

Estas soluções da Siemens, que permitem aumentar a capacidade de movimentação de carga e melhorar o desempenho energético das infraestruturas portuárias, estão implementadas nos principais portos nacionais, como Sines, Setúbal, Lisboa, Leixões, Aveiro, Figueira da Foz e Viana do Castelo.

Luxo

30% das compras de luxo serão feitas pela Internet

Insolvências

Insolvências aumentam 52% em junho face a 2019