in

Sector de marketing e vendas será um mercado altamente competitivo em 2020

Foto Shutterstock

A Hays revela no Guia do Mercado Laboral 2020 que 2019 foi um ano de grande aposta na contratação de perfis que conseguissem aportar valor às organizações, seja através do desenvolvimento e captação de negócio ou da identificação de tendências que indiquem novos rumos e oportunidades para as organizações, na área de marketing e vendas.

Entre os vários fatores que potenciaram o dinamismo nas contratações destacam-se quatro mais relevantes: o bom momento das exportações, a consolidação da área digital, o foco em ’employer branding’ e o interesse crescente em sustentabilidade”, afirma Solange Soares, Team Leader da Hays Portugal.

Se os primeiros três fatores geraram necessidades de recrutamento específicas, o quarto fez-se sentir de forma transversal nas prioridades das empresas e na forma como pensam a sua estratégia de investimentos e recrutamentos. Ao analisar os dados do inquérito dos profissionais deste sector, verificou-se que 62% não negociou o pacote salarial, 34% foi aumentado, 47% recusou ofertas de emprego e 9% foi promovido, em 2019.

Perspetivas para 2020

2020 deverá ser um ano de continuidade naquilo que são as principais tendências de contratação. A entrada de novos “players”, a orientação para o consumidor e a contínua aposta na exportação colocarão novamente o reforço de estruturas comerciais, de marketing e de comunicação como uma prioridade para empresas interessadas em ganhar ou manter o seu nível de competitividade. “Cada vez mais, as marcas tentam ir ao encontro daquilo que o consumidor pretende, procurando diferenciar-se na sua oferta e apostando num estilo de hiperpersonalização na comunicação com o seu ‘target’. Esta preocupação implica todo um foco em identificação de tendências e em ‘customer management’, que acaba por ser refletir nas prioridades de recrutamento”, defende Solange Soares.

Quanto às funções que irão movimentar o sector este ano, são os cargos de Account Manager, Customer Marketing Manager, Export Manager, Key Account Manager, Trade Marketing Specialist e Marketing Manager.

Após dois anos consecutivos de aumento na oferta salarial média para profissionais destas áreas, poderá verificar-se uma tendência de estabilização. No entanto, os empregadores necessitarão de manter a sua aposta em valores salariais e pacotes de benefícios atrativos, de modo a atrair os melhores talentos do mercado.

Em 2019, houve uma necessidade de investimento e retenção no recrutamento para o sector de marketing e vendas para perfis de Diretor de Marketing, Key Account Manager, Export Manager, Gestor de Comunicação Interna, Trade Marketing Manager, Gestor de Marketing Digital, Brand Manager e Product Manager.

Os perfis mais difíceis de identificar foram considerados os de Marketing Assistant, Export Manager, On-Trade Sales Manager e Key Account Manager.

Após uma análise aos inquiridos, sendo que 50% eram do sexo masculino e os restantes 50% do sexo feminino, estes apontam como as principais mais-valias a oferta salarial (86%), o bom ambiente de trabalho (78%), plano de carreira (67%), cultura empresarial (61%) e qualidade dos projetos (47%).

Quanto aos benefícios mais desejados para aceitarem uma oferta de trabalho, os inquiridos apontam como os cinco principais fatores seguro de saúde (78%), flexibilidade de horários (68%), possibilidade de trabalhar a partir de casa (63%), formação/certificações (61%) e automóvel para uso pessoal (49%).

Publicidade

Publicidade

Alibaba mantém crescimento exponencial

Grupo Bimbo reforça atividade na Ásia Central