in ,

SaveCook: a app de receitas que ajuda a poupar

SaveCook é uma nova aplicação portuguesa que quer ajudar os portugueses a cozinhar e a poupar tempo e dinheiro nas refeições. A plataforma foi desenvolvida por um grupo de quatro estudantes, durante a quarentena que se viveu no início da crise sanitária, e já permite o acesso a várias receitas, partilhar ideias e criar novas refeições, assim como um plano semanal, construindo a partir de uma lista de compras. João Veloso, CEO da SaveCook, falou com a Grande Consumo sobre o processo de desenvolvimento do projeto e as expectativas futuras desta aplicação que, 72 horas depois do lançamento, já tinha sido instalada mais de mil vezes.

 

Grande Consumo – O que motivou a criação da plataforma SaveCook?

João Veloso – Com a pandemia e o confinamento que se seguiu, eu e os meus colegas começámos a falar em como o tempo que tínhamos de ficar fechados em casa podia ser útil. Então, surgiu esta ideia porque, além de gostarmos de cozinhar, sabíamos que se aproximavam tempo difíceis, muita gente iria deixar de comer fora e dedicar-se mais a cozinhar em casa. Tentámos juntar o útil ao agradável e, então, disponibilizar o preço dos produtos, para além de uma vasta lista de receitas, em que os próprios utilizadores são convidados a participar.

 

GC – Como funciona a aplicação?

JV – A aplicação tem várias funcionalidades, sendo que a que mais se destaca é a possibilidade de poder descobrir receitas de uma grande variedade de criadores. É também como uma rede social que permite não só a partilha de receitas, mas também comparar preços, partilhar receitas, consultar informações nutricionais e ver o conteúdo de chefs  e criadores de conteúdo digital na área da culinária.

 

GC – Existem várias apps de culinária no mercado que disponibilizam um vasto leque de receitas e ingredientes e respetivo valor nutricional. Como é que a SaveCook se distingue das restantes?

JV – O que distingue a SaveCook de aplicações semelhantes é o facto de estar customizada para o mercado português. Possui os preços dos ingredientes nas maiores cadeias de supermercados de Portugal e respetivos folhetos. Outra característica que os utilizadores têm apreciado bastante é o facto de poderem interagir com os seus criadores de conteúdo preferidos numa plataforma única, a qual acaba por ser uma nova plataforma social que permite que Youtubers coloquem os seus vídeos e tenham um destaque adicional.

 

GC – Porque consideraram importante adicionar à aplicação uma comparação de preços entre supermercados?

JV – Um dos propósitos da criação da app foi a poupança de tempo e trabalho ao comum consumidor português. A possibilidade de comparar preços foi a nossa sugestão para que os portugueses conseguissem agilizar a ida às compras e fazer uma escolha mais consciente dos produtos.

Acreditamos que, quanto mais informação o consumidor tiver à sua disposição, mais informada será a sua escolha. O facto de não existir nenhuma aplicação assim em Portugal motivou-nos a desenvolver a nossa solução, que resultou na SaveCook.

 

GC – Quanto tempo demorou a desenvolver o projeto? E qual foi o investimento total?

JV – O desenvolvimento do projeto demorou cerca de dois meses, comeáamos dia 14 de abril por comprar o servidor e domínio. No dia 15 de junho, lançámos a nossa primeira versão nas lojas. Desde então, temos vindo a melhorar as funcionalidade existentes com base no imenso feedback que temos recebido.

 

GC – Para o utilizador, existe algum custo associado à aplicação?

JV – Não, a aplicação é completamente gratuita para utilizadores e criadores de conteúdo.

SaveCook

 

GC – Quantas downloads tiveram até hoje? Quantos utilizadores usam a aplicação?

JV – Atualmente, estamos a chegar perto dos 20 mil downloads, ultrapassámos os cinco mil utilizadores registados e diariamente temos cerca de 1.500 utilizadores diários.

 

GC – Ainda no âmbito de app de culinária, a SaveCook vai colaborar com chefs ou criadores nacionais?

JV – Começámos, recentemente, a contactar criadores de conteúdo de Youtube, Instagram e bloggers, que se dedicam a partilhar receitas. Convidamos estes criadores a colocar os seus vídeos e receitas na SaveCook. O feedback tem sido bastante positivo, inclusive, já contamos com canais de Youtube que conseguiram ultrapassar novas metas de seguidores e devem esse feito à aplicação.

 

GC – Recentemente, adicionaram os perfis verificados e a caderneta de “stickers”. Têm mais alguma novidade planeada para os utilizadores?

JV – Em termos de desenvolvimento, estamos a reforçar a nossa presença online, estendendo certas funcionalidades da aplicação também para uma plataforma web. Atualmente, já é possível consultar diversas receitas. Nas próximas semanas, esperamos disponibilizar o feed de receitas e a possibilidade de pesquisar receitas através de filtros.

 

GC – Que expectativas têm até ao final do ano? Quais são os objetivos para 2021?

JV – Esperamos continuar a nossa aposta na presença online. Ambicionamos, também, expandir a nossa presença no Brasil e continuar a convidar novos criadores de conteúdo.
Em 2021 temos como objetivo conseguir monetizar a plataforma para os nossos criadores de conteúdo, estabelecer parcerias com chefs internacionais e cadeias de supermercados.

Publicidade

Herdade Grande

Novas colheitas da Herdade Grande chegam ao mercado

Mercadona

Mercadona reduz o preço das suas máscaras não reutilizáveis Deliplus