in

Saída italiana pesa nos resultados da Auchan

A retalhista francesa Auchan sofreu uma perda de quase 1,5 mil milhões de euros durante o primeiro semestre de 2019, já que sair do mercado italiano se mostrou muito caro. No entanto, a cadeia acha que tempos melhores estão a caminho.

De facto, a enorme perda deve-se principalmente à saída do mercado italiano e vietnamita: sem esses custos pontuais, a Auchan teria um lucro líquido de 124 milhões de euros. A venda das lojas nos dois países fazia parte de um plano maior de corte de custos.

A Auchan viu o seu volume de negócios cair 2,6% nos primeiros seis meses do ano: enquanto o volume de negócios aumentou em nove dos seus mercados, vendas decepcionantes na Rússia e na França cancelaram completamente esses crescimentos. Outra influência negativa para a faturação da empresa foram as flutuações adversas nas taxas de câmbio.

O plano de corte de custos permitiu que a Auchan aumentasse bastante a sua rentabilidade: o EBITDA aumentou 6,4%, para 984 milhões de euros. O mercado doméstico francês foi um dos principais fatores que contribuiu para isso, pois a empresa conseguiu fechar 21 lojas com baixo desempenho. Na Rússia, Espanha e Ucrânia, as lojas com pior desempenho também foram fechadas.

Publicidade

Publicidade

Vendas dos Vinhos de Lisboa excedem recordes de 2018

Mars adquire participação maioritária na Foodspring