in

Rússia proíbe uso do termo champanhe pelos produtores estrangeiros

Foto Shutterstock

O governo russo decretou uma nova lei que reserve o termo “shampanskoye” para o vinho espumante doméstico. Nesse sentido, as marcas francesas de champanhe têm, agora, de usar nos seus termos o termo vinho espumante, com o comité francês a considerar a lei de escandalosa.

Nos termos da lei assinada por Vladimir Putin, todos os produtores estrangeiros têm de usar o termo “vinho espumante” num rótulo negro, escrito a cirílico. O termo russo “shampanskoye” está exclusivamente reservado para os produtores domésticos.

O comité francês do champanhe já reagiu e manifestou o seu desagrado, sublinhando que a designação “Champagne” é protegida desde 1843 e reconhecida em mais de 120 países.

 

Suspensão das exportações

A organização pediu aos seus membros para que suspendam temporariamente as exportações de champanhe para a Rússia e solicitou a intervenção do governo francês e da União Europeia.

A Rússia é apenas o 15.º mercado de exportação para os produtores de champanhe, representando um volume anual de dois milhões de garrafas, de um total de 150 milhões vendido fora de França.

Publicidade

Ferraz & Ferreira

Ferraz & Ferreira reforça oferta de conveniência

Vendas do Lidl crescem 10%