in ,

Retalhistas ainda não aperfeiçoaram a estratégia de compra online e recolha em loja

Os compradores norte-americanos, 92% dos quais dizem que fazem compras regularmente em vários canais, consideram que os retalhistas têm espaço para melhorias quando se trata de cumprir com a entrega encomendas online na loja.

O fornecedor de software de gestão de retalho omnicanal  iVend Retail lançou o seu relatório “Great Omnichannel Expectations 2016-2017 Shopper Survey Report”, no National Retail Federation Big Show, em Nova Iorque, onde apurou que “ainda há trabalho a ser feito para integrar o comércio eletrónico, gestão de stock e sistemas internos para melhorar a experiência de recolha em loja para os clientes“.

Entretanto, isso não está a impedir os compradores de aproveitar os serviços de compra online e “pick up” na loja: 57,5% diz que usa esta opção, com 65,3% dos consumidores a dizer que o fazem para evitar custos de entrega. Outros fatores de motivação para os consumidores são a conveniência (29,2%) e a possibilidade de devolver o produto instantaneamente se não atende às suas expectativas (23,5%).

Estes dados vão de encontro a um relatório feito pela Internet Retailer, no ano passado, que inquiriu 217 compradores norte-americanos e descobriu que 73% recolheu uma encomenda online na loja para evitar ter que pagar pela entrega, enquanto 32,2% citou a conveniência como um fator motivador.

Os dados da iVend mostram que os compradores querem que os retalhistas ofereçam uma experiência de compras mais conectada digitalmente na loja, com quase a metade (46,4%) a dizer que quer uma oferta de Wi-Fi gratuito nas lojas e 33,5% que quer que promoções personalizadas sejam enviadas para os seus telefones no momento em que entram na loja.

Publicidade

Biedronka lança linha de roupa desportiva de marca própria

Leroy Merlin testa pequena loja