in

Quinta do Monte d’Oiro apresenta três novas colheitas ao mercado

A Quinta do Monte d’Oiro, da região vitivinícola de Lisboa, apresenta três novos vinhos ao mercado nacional e internacional: Lybra 2013, Madrigal 2015 e Quinta do Monte d’Oiro Reserva 2012.

Estes vinhos refletem completamente a nossa filosofia de produção. Tentamos sempre que exprimam ao máximo o terroir da Quinta do Monte d’Oiro e penso que atingimos, mais uma vez, esse objetivo”, salienta Francisco Bento dos Santos, diretor geral da empresa.

O vinho tinto Lybra 2013 é “a confirmação da perfeita adequação entre da casta Syrah ao terroir da Quinta do Monte d’Oiro”. Este vinho estagiou 12 a 14 meses em barricas de carvalho francês de segundo ano. Conquistou a Medalha de Ouro do Fórum de Enólogos, o prémio Boa Compra da Revista de Vinhos e a Medalha de Ouro do Concurso de Vinhos de Lisboa.

Já o vinho branco Madrigal 2015 é proveniente da maior parcela de Viogner, “cujo rigoroso controlo de maturação obriga, por exemplo, a duas vindimas em datas distintas”. Apresenta grande potencialidade de evolução em garrafa .45% fermentado e estagiado seis a oito meses em barricas novas e usadas de carvalho francês, teve a classificação de 93 pontos na Wine Advocate de Robert Parker.

Finalmente, o Quinta do Monte d’Oiro Reserva 2012, elaborado com as castas Syrah (96%) e Viognier (4%), representa “a expressão máxima do terroir da Quinta do Monte d’Oiro e reflete a sua filosofia de produção“. Estágio de 18 a 22 meses em barricas de carvalho francês, das quais 40% novas. Já conquistou quatro vezes o “Prémio de Excelência” da Revista de Vinhos e já oito colheitas integraram a seleção “Os Melhores do Ano” do crítico João Paulo Martins.

Publicidade

DeBORLA abre loja em Matosinhos

Gallo associa-se à artista Joana Vasconcelos na produção da obra pop Galo