in

Prio adquire participação na Enforcesco

A Prio vai entrar na estrutura acionista da Enforcesco, empresa detentora da YLCE – YES LOW-COST ENERGY, uma marca de baixo custo, comercializadora de eletricidade.

A operação de compra tem como objetivo “dar continuidade à sua aposta na mobilidade elétrica e assegurar a competitividade na comercialização de eletricidade que lhe permita dar resposta ao aumento do número de carros elétricos em Portugal”.

Segundo o comunicado, “a Prio, posicionada no mercado de combustíveis com uma marca Top Low Cost, que alia preços baixos à qualidade e inovação, encontra nesta parceira uma estratégia semelhante. A Enforcesco, através da YES LOW-COST ENERGY, assume-se como uma marca de baixo custo no mercado da comercialização de energia”.

A Prio, que já tem cerca de 73 pontos carregamentos para veículos elétricos distribuídos pelos seus postos de combustíveis, consegue assim alargar a sua oferta de serviços, uma vez que este acordo vai permitir alargar o carregamento também em casa dos consumidores. A Enforcesco, que em menos seis anos de atividade já tem cerca de 10 mil clientes, também vai poder oferecer tarifas mais baixas e centralizar as despesas do consumidor com energia numa só fatura.

A Prio vê o crescimento do carro elétrico como uma tendência importante a nível mundial e, por isso, estamos a preparar-nos para lhe dar resposta no mercado português. A Enforcesco, que comercializa eletricidade a preços competitivos através da YES LOW-COST ENERGY, dará uma contribuição importante para essa resposta”, afirma Pedro Morais Leitão, CEO da Prio Energy.

Este é um momento importante para a YES LOW-COST ENERGY que vai poder oferecer aos seus 10 mil clientes um leque de produtos ainda mais atrativo e complementar na área da energia. Com este acordo, acreditamos que nos próximos seis anos de atividade conseguiremos atingir os 10% de quota do mercado liberal de eletricidade”, refere João Nuno Serra, CEO e fundador da Enforcesco.

Publicidade

Leica lança máquina fotográfica instantânea

Office Depot vende operações na Europa