in

Primeira loja Intermarché no centro de Lisboa abre a 2 de agosto

O Intermarché, insígnia alimentar do Grupo Os Mosqueteiros, abre no dia 2 de agosto a sua primeira loja no centro de Lisboa.

A nova loja, situada no Arco do Cego, representa um investimento de três milhões de euros e irá criar 40 novos postos de trabalho. O 246.º ponto de venda da insígnia em Portugal terá uma superfície comercial de 750 metros quadrados. “É com um forte sentimento de missão cumprida que anunciamos a chegada do Intermarché ao centro da cidade de Lisboa. Vamos continuar nas zonas mais rurais a dar apoio às comunidades que nos fizeram crescer em Portugal. Esta abertura não significa uma mudança na estratégia da insígnia ou um novo posicionamento, significa, sim, que queremos responder às necessidades de todos os nossos clientes, inclusive aqueles que passam a maior parte do seu tempo na cidade, mas que procuram os produtos e serviços exclusivos do Intermarché”, explica Michel Silva, administrador responsável de marketing do Intermarché. “O novo ponto de venda no centro de Lisboa irá permitir uma experiência de compra completa. Na loja, os clientes terão acesso às nossas marcas e a uma grande variedade de produtos e frescos de excelente qualidade, mas também poderão fazer as suas compras online e usufruir do nosso serviço de entregas ao domicílio. Teremos disponíveis as duas modalidades para melhor servir o cliente”.

O novo Intermarché apresenta um conceito de loja inspirado no “mercado tradicional” associado à modernidade. Na nova superfície comercial, o consumidor poderá usufruir de serviços como cafetaria, take-away (com diferentes menus diários à base de cozinha tradicional portuguesa) e uma padaria variada com várias fornadas diárias. A nova loja vai ainda disponibilizar compra online e entregas ao domicílio, para melhor servir o cliente citadino.

No mesmo dia em que inaugura a primeira loja no centro de Lisboa, o Intermarché abre também uma nova loja em Sesimbra. A nova superfície comercial do distrito de Setúbal conta com 1.100 metros quadrados e representa um investimento de 3,5 milhões de euros que irá permitir criar 50 novos postos de trabalho na localidade.

Recorde-se que, em julho, a insígnia inaugurou também uma loja em Lordelo, no concelho de Paredes, distrito do Porto. Com 1.250 metros quadrados, a loja do Grande Porto representou um investimento de cinco milhões de euros e permitiu criar 50 novos postos de trabalho. No total, a abertura das três lojas perfaz um investimento de 11 milhões de euros e vai criar mais de 130 novos postos de trabalho.

Publicidade

Publicidade

Vans junta-se ao Museu Van Gogh para colaboração exclusiva

Kimberly-Clark aumenta vendas