in

Previsão de crescimento das TIC na Europa desacelera devido ao impacto do coronavírus

Foto Shutterstock

O impacto da epidemia por Covid-19 na Europa aumentou rapidamente nas últimas semanas, com algumas economias bloqueadas e uma pressão crescente nos sistemas de saúde. A pandemia está a ter uma repercussão importante em várias indústrias e a reorganizar os investimentos em tecnologia, exercendo pressão sobre o gasto nalgumas áreas e aumentando a procura noutros.

De acordo com a IDC, a diminuição na procura devido ao isolamento e rutura na cadeia de abastecimento são os fatores que mais pesam sobre o investimento. Não obstante, em determinadas áreas, os gastos crescerão. É o caso das soluções específicas, como as de vídeoconferência, abastecimento inteligente, chatbots e plataformas eletrónicas de aprendizagem, entre outras, que demonstram como a tecnologia pode ajudar as empresas e a sociedade a enfrentar e a superar a pandemia.

Um dos exemplos mais evidentes é a capacidade de conter o surto da Covid-19 com o recurso à inteligência artificial. O estudo da Missão Conjunta OMS-China sobre a Covid-19 sublinha a aplicação da inteligência artificial e Big Data para fortalecer o rastreio de contactos e a gestão de populações prioritárias. A IDC considera que muitas destas utilizações chegarão à Europa nas próximas semanas, embora em menor escala.

O sector da saúde e os governos, sobretudo, ver-se-ão obrigados a acelerar os investimentos em TI, impulsionando a implementação de infraestruturas e ferramentas de colaboração, embora não se preveja que tal suceda antes da segunda metade do ano. Além disso, segundo os dados preliminares do inquérito realizado pela IDC sobre a intenção de compra entre os decisores de tecnologia europeus durante a expansão da Covid-19, os serviços e ferramentas colaborativas, como as de vídeoconferência e e-mail, assim como os investimentos em dispositivos e segurança serão as três áreas com maior previsão de gasto durante este período excecional.

O impacto do novo coronavírus sobre o mercado global de serviços de TI empresariais vai levar à sua desaceleração, embora se mantenha positivo. Na Europa, a previsão do crescimento dos gastos em TI, em 2020, foi revista em baixa, passando de 3,3% para 1,4%, indica a IDC.

Publicidade

mercado imobiliário

CBRE apresenta as principais tendências do sector imobiliário para os próximos 10 anos

Symington e Esporão na lista das marcas de vinho mais admiradas do mundo