in

Portugal exportou 780 milhões de euros em vinho

As exportações portuguesas de vinho cresceram 7,5%, em 2017, para quase 780 milhões de euros, um valor recorde para o sector, revelou o ministro da Agricultura, Florestas e do Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, no decorrer do SISAB Portugal (Salão Internacional do Sector Alimentar e Bebidas).

O ministro assegurou que o objetivo do Governo é contribuir para a redução das importações no sector agroalimentar. “Para tal, precisamos produzir mais e para produzir mais devemos ter bons solos, aproveitá-los devidamente, e um importante recurso que é a água”.

Nesse sentido, o Governo lançou, a 2 de fevereiro, o Programa Nacional de Regadios, que prevê um investimento superior a 500 milhões de euros. “Teremos cerca de 90 mil hectares de regadios até 2020, eventualmente 2021, a que corresponderá um investimento de 534 milhões de euros”.

Nas declarações aos jornalistas durante o SISAB, o ministro revelou ainda que  estão aprovados mais de dois mil milhões de euros de projetos. O objetivo do Governo está centrado em impulsionar o investimento, ajudando a criar infraestruturas como o regadio, apoiando a inovação e a internacionalização.

Sobre as exportações agroalimentares, Luís Capoulas Santos afirmou que o atual Governo abriu 43 novos mercados para mais de 140 produtos nacionais, como o México, o Peru e a Colômbia, para as frutas, a Costa Rica, para os citrinos, países do norte de África e do Médio Oriente, para os bovinos, ovinos e caprinos. “Estamos agora em fase adiantada de importantes negociações com a Índia, a África do Sul, os Estados Unidos da América e a Guatemala”.

Publicidade

DIA estabelece aliança estratégica com a CaixaBank para financiamento do consumo

4.º trimestre ajuda às vendas da AB InBev