in

Portugal Exportador 2019 promove a expansão das exportações no sector agroalimentar

Está a chegar o Portugal Exportador, no dia 27 de novembro, no Centro de Congressos de Lisboa, na Junqueira. Um dia completo onde o principal debate é sobre mercados, sectores e temas relacionados com exportação, que coloca no mesmo espaço empresas, consultoras, entidades e empresários de renome e PME que pretendem iniciar o seu processo de internacionalização.

Esta é uma iniciativa da Fundação AIP, em parceria com a Aicep Portugal Global e o Novo Banco.

Nesta 14.ª edição deste evento, o agroalimentar é um dos sectores em destaque, pela importância que tem na balança comercial do país. Para todas as empresas do sector em fase de internacionalização, no Portugal Exportador, são disponibilizadas todas as ferramentas que ajudam a definir uma estratégia de expansão, através de workshops, cafés temáticos e consultoria, para além do networking e reuniões B2B com outras empresas e “players” do sector.

Haverá um grande workshop só dedicado ao agroalimentar, que decorrerá no auditório 1, das 10 às 13 horas, com dois painéis de destaque: a “Os Novos desafios do Sector para competir nos mercados internacionais”, com participação da APED – Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição, da FIPA – Federação das Indústrias Portuguesas Agroalimentares e do Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável da Direção Geral da Saúde, e de seguida uma mesa redonda em torno dos desafios e oportunidades identificadas pelo sector para manter o desígnio da exportação, com oradores de empresas como o Lidl, a Sonae, o Pingo Doce/Jerónimo Martins, a Lactaçores e a Frueat, entre outras.

Será também possível para os visitantes terem sessões de consultoria personalizada com consultores especialistas no sector, como o caso de Júlio Mata, Managing Director da Argos – Consulting Network, que trabalha há mais de 25 anos a impulsionar a internacionalização de vinhos e produtos alimentares. No mesmo âmbito, o Portugal Exportador possibilita reuniões com Web Buyers, como por exemplo, a Afil Associates, buyer do sector alimentar do Paquistão, a Calimp Importadora, importador de queijos, frios, alimentos perecíveis do Brasil, a Descoberta Pte Ltd, trader de vinhos e destilados, águas, congelados, pastelaria e doçaria, azeites, conservas e frutas de Singapura, e a Espacios Gourmet, importador do sector alimentar do Equador e Vynia & Co, distribuidora mexicana de vinhos, azeites, vinagres, patés e conservas.

 

Agroalimentar será destaque no mercado de Angola

Também no workshop sobre o mercado de Angola, que decorrerá das 15 horas às 16h30, haverá espaço para debater o sector agroalimentar, sob o tema “A importância do Agro-negócio para o desenvolvimento sustentável de Angola”. Nesse workshop, estarão presentes Adérito Cusselama Van-Dúnem, diretor geral da Idia, Instituto de Desenvolvimento Industrial de Angola, Adriano Cardoso, presidente do Conselho de Administração da ADRA, António Santos, da CESO, Carlos Alberto Fonseca, embaixador de Angola em Portugal, Carlos Ferreira, da Carnes Valinho, Demba Neto, da Fazenda Mucoso, João Luís Traça, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Portugal-Angola, com moderação de Miguel Fontoura, conselheiro económico e comercial da AICEP para o mercado de Angola.

O destaque que o mercado angolano está a dar ao sector agroalimentar é também evidenciado pela presença de uma delegação empresarial de compradores angolanos, que estarão no evento com o objetivo de conseguirem concretizar negócio com empresários portugueses. Esta delegação é composta por empresas como Adra Cardoso & Filhos, Apozimiosy, Café Cazengo, Carnes Valinho, Coapa, Fazenda Mucoso, Grupo C. J&F, Lando Filhos e ainda representantes do Ministério da Indústria de Angola.

Publicidade

Publicidade

El Corte Inglés abre espaço inovador de alimentação

Amazon e eBay são os marketplaces preferidos na Europa e nos EUA