in

Perspetivas de Carlsberg debilitadas pelo encolhimento do mercado russo

A Carlsberg A/S alertou que o mercado russo de cerveja irá encolher, pelo menos, 5% este ano, danificando as perspetivas de crescimento da fabricante da Tuborg, à medida que uma proibição de garrafas grandes toma posse.

O mercado russo, que foi a fonte de um sexto do lucro operacional da Carlsberg no ano passado, está em declínio após a proibição da venda de cerveja em garrafas de plástico de 1,5 litros no início do ano, disse o CEO da empresa, Cees ‘t Hart. “Estamos a depender da confiança do consumidor e não vemos grandes mudanças neste momento“, disse o CEO aos analistas.

O negócio russo da Carlsberg, construído sobre a maior aquisição na história da cervejeira dinamarquesa, gerou quase metade dos lucros operacionais há sete anos. Mas uma série de choques no mercado, incluindo a queda dos preços do petróleo, as sanções ocidentais, a recessão e os impostos sobre a cerveja, diminuíram o peso desse mercado nos lucros da cervejeira. A empresa dinamarquesa vende cerca de um terço da cerveja consumida na Rússia, sob marcas como a Baltika.

A Carlsberg planeia aumentar os preços praticamente em linha com a inflação no país ano e as garrafas menores têm margens ligeiramente mais altas. A empresa disse que a indústria cervejeira está em conversações com o governo russo na esperança de aliviar a sua posição. “As discussões são boas “, disse o CEO. “Neste momento, estamos um pouco mais otimistas, mas, novamente, na Rússia, tudo pode mudar a cada minuto.

Alguns analistas esperam que uma melhoraria das perspetivas para a economia russa pode ajudar a Carlsberg. Frans Hoyer, analista do Jyske Bank, disse que a recuperação do rublo e a possibilidade do presidente norte-americano, Donald Trump, aliviar as sanções no país podem agir a favor da cervejeira.

O lucro operacional aumentará num percentual médio de um dígito numa base orgânica, após ter aumentado 5% no ano passado. A empresa também prevê que os deslocamentos cambiais aumentarão os lucros em 350 milhões de coroas (50 milhões de dólares) em 2017.

Publicidade

Lojas Phone House assumem-se como ponto de entrega CTT Express

Aldi acelera investimento nos Estados Unidos da América