in

Perfetti Van Melle cresce em 2016 apesar de desaceleração na China

A multinacional italiana Perfetti Van Melle viu a receita crescer 2,5% em 2016, para 2,7 mil milhões de euros, apesar da moderação do desempenho do mercado chinês.

Falando ao diário Il Sole 24 Ore, o presidente da empresa de confeitaria, Ubaldo Traldi, disse que os volumes de vendas estavam em linha com os anos anteriores, mas foram fortemente influenciados por flutuações cambiais. A empresa operou bem na Europa, na Turquia e nos Estados Unidos da América, enquanto as vendas diminuíram tanto na China como na Itália.

A desaceleração levou a empresa a racionalizar o portfólio de produtos e a definir uma nova estratégia em toda a cadeia, incluindo a distribuição. Adaptando-se às mudanças nas preferências do consumidor, a Perfetti Van Melle oferece doces e pastilhas elásticas sem açúcar e produtos funcionais, feitos com flúor ou edulcorantes naturais que têm baixas calorias e não causam cárie dentária.

Os lançamentos de novos produtos na Itália incluem a pastilha elástica branca Daygum com xilitol 100% e a pastilha elástica Vigorsol com extrato de Stevia. Ambas as marcas também serão exportadas para outros mercados.

A Perfetti Van Melle também aproveitará oportunidades de aquisição de marcas internacionais se surgir a oportunidade.

O principal mercado da empresa é a China, com uma faturação de 600 milhões de euros, seguido pela Itália, com 550 milhões de euros, a Europa, com 420 milhões de euros, e as Américas, com 370 milhões de euros.

Publicidade

Quanto tempo demoram os clientes nas caixas de pagamento?

Portugal entre os países com melhor índice de talento do mundo