in ,

Nestlé Portugal reduziu em 70% a captação de água para as suas operações

Foto Shutterstock

A Nestlé tem como ambição atingir o impacto ambiental zero nas suas operações até 2030, comprometendo-se em administrar os recursos hídricos para as gerações futuras, com uma utilização eficiente da água nas suas fábricas e nos campos agrícolas de onde provêm as suas matérias-primas. Em Portugal, no período entre 2010 e 2018, a Nestlé conseguiu reduzir em 70% as captações de água em todas as suas operações.

Como parte deste percurso para atingir o nível de zero impacto ambiental, a Nestlé tem metas para, até 2020, reduzir em 40% a captação de água, em 35% as emissões de gases com efeito de estufa e em 100% os resíduos enviados para aterro. Na região que abrange a Europa, o Médio Oriente e o Norte de África (EMENA), a Nestlé está no caminho para atingir esses objetivos. No período entre 2010 e 2018, os gases com efeito de estufa foram reduzidos em 41%, os resíduos enviados para aterro tiveram uma redução de 93% e as poupanças na captação de água atingiram os 52%, o equivalente a 278 piscinas olímpicas.

Em Portugal, a Nestlé tem feito também progressos com as suas unidades fabris (Porto e Avanca). No mesmo período de análise, além da redução de 70% na captação de água, conseguiu uma redução de 33% nos gases com efeito de estufa e de 97% nos resíduos enviados para aterro.

Além dos objetivos anunciados, a Nestlé também se comprometeu em certificar todas as suas fábricas de águas com o padrão internacional da Alliance for Water Stewardship, até 2025. As primeiras fábricas de água da Nestlé foram já certificadas com êxito e, ainda este ano, a Nestlé iniciará a certificação da sua primeira fábrica de produtos alimentares.

Publicidade

Publicidade

Mavem e Rumar distribuídas pela Companhia Espirituosa

Luís Simões recebe medalha de ouro EcoVadis pela sua gestão de responsabilidade social e corporativa