in

Mudança de paradigma na relação dos consumidores com as marcas

Foto Shutterstock

A evolução do chamado marketing de valores, juntamente com a digitalização, está a revolucionar a relação do consumidor com as marcas, de acordo com o estudo “Inside Out Brands” da Ipsos.

Fazer um bom produto ou oferecer um bom serviço já não é suficiente, porque os consumidores querem saber em que as marcas acreditam e o que têm para oferecer ao consumidor, aos colaborares e à sociedade. “Portanto, as marcas têm de dirigir-se às pessoas, não apenas à sua faceta de consumidor, mas a nível humano, conectar-se com os seus valores e preocupações de um modo genuíno, distinto do que têm feito até agora”, assinala Louise Morrissey, especialista em comportamento do consumidor na Ipsos.

Os fatores que estão a catalisar a mudança de paradigma são o “empowerment” dos consumidores, a hiper saturação do mercado, a evolução do e-commerce, o auge das “fake news” e o fenómeno das redes sociais. “Mais do que nunca, estamos perante um consumidor que exige das marcas a máxima transparência, honestidade e ética e que se materialize em ações concretas e reais. As marcas têm agora paredes de vidro e o consumidor tem poder, quer saber quais são os seus valores e princípios. Qualquer abuso, irregularidade ou ilegalidade tornam-se virais com apenas um clique”, acrescenta Louise Morrissey.

As marcas devem assim tomar iniciativas honestas e que tenham continuidade no tempo.

Publicidade

mytaxi integra marca global de mobilidade urbana da Daimler e BMW

Walmart ganha menos 32% em 2018