in ,

Missão Reciclar da SPV quer chegar a 11 mil hotéis, restaurantes e cafés

Sabia que, durante os cinco minutos em que um cliente bebe um café, são encaminhadas para reciclagem uma tonelada e meia de embalagens de vidro? Sabia que, ao longo da sua vida, uma só pessoa pode reciclar vidro suficiente para produzir 10 mil garrafas? E que a energia poupada com a reciclagem de uma lata de alumínio dá para manter uma televisão ligada durante três horas?

Estas são algumas das mensagens-chave da Missão Reciclar Horeca promovida pela Sociedade Ponto Verde (SPV) e que deverá chegar a mais de 11 mil estabelecimentos localizados nas regiões da Madeira, margem Sul de Lisboa, Paços de Ferreira e Vila Real. Motivar os hotéis, restaurantes e cafés para as boas práticas de separação de embalagens para reciclagem é um dos principais objetivos desta iniciativa.

A edição de 2019, que já está no terreno e termina em dezembro, conta com equipas que visitam os vários estabelecimentos de restauração para esclarecer questões nesta área e incentivar, na prática, à reciclagem com a oferta de ecobags e sinalética com informação sobre o que depositar ou não em cada um dos três tipos de ecobag.

Esta ação, desenvolvida em parceria com os Sistemas de Gestão de Resíduos Urbanos (SGRU) de cada região, permite à Sociedade Ponto Verde recolher importantes indicadores para a tomada de decisão sobre a recolha seletiva. Entre os dados preliminares apurados na edição de 2018, a ação permitiu à SPV concluir que 87% dos espaços de restauração e cafetaria visitados já faz a separação de embalagens. Alguns dos motivos apontados para que não procedam à reciclagem são o facto dos ecopontos estarem localizados a grandes distâncias e de não terem espaço no estabelecimento para o armazenamento destas embalagens. Motivos a que esta ação da SPV vem dar resposta com a disponibilização dos materiais para uma separação de embalagens mais fácil e prática, nomeadamente os ecobags especificamente desenhados para estes estabelecimentos. A título de exemplo, estima-se que este ano sejam entregues 30 mil ecobags.

De realçar ainda que, de acordo com os dados da SPV, relativamente ao tipo de material separado por estes espaços, o vidro continua a representar a fatia mais significativa (96%), seguindo-se o papel/cartão (91%), o plástico (82%) e metal (65%).

Cerca de 500 PME apoiadas pelo projeto Finance for Growth

Carrefour abre o seu próprio Amazon Go