in

Maior parte dos consumidores conta gastar até 200 euros em presentes de Natal e 80% fica em casa nas festividades

Inquérito revela que 6% dos consumidores faz compras de Natal em sites de classificados

Foto Shutterstock

Mais de dois terços dos consumidores refere que a pandemia alterou os seus hábitos de consumo, com maior predisposição para comprar online. O OLX acaba de divulgar um estudo, baseado num inquérito aplicado aos seus utilizadores, no qual analisa as preferências, tendências e hábitos de consumo relativos ao Natal e férias durante o período festivo, incluindo ainda uma análise ao consumo após a Black Friday.

Relativamente às compras de Natal, a maioria das pessoas (56%) admite ter feito as compras de Natal de forma mista, em lojas física e online. Há também 6% que opta por comprar presentes em plataformas de classificados.

Quase 60% refere que a pandemia alterou os seus hábitos de consumo. 46% dos inquiridos responde que alterou os hábitos, mas que ainda vai a centros comerciais, enquanto 13% refere que agora compra principalmente online.

 

Gastos

A categoria de moda (roupa, sapatos e acessórios) é a escolha de 38% na hora de comprar presentes. Seguem-se as categorias de brinquedos (29%) e tecnologia (21%). De forma menos representativa surgem os cosméticos (5%), artigos desportivos (4%) e viagens/experiências (4%).

A generalidade dos consumidores inquiridos (43%) admite gastar entre 50 a 200 euros em prendas. 29% planeia gastar até 50 euros e 20% entre 200 euros e 500 euros. Apenas 8% irá gastar mais de 500 euros.

54% dos consumidores vai comprar presentes apenas para a família. 18% refere que vai oferecer prendas até cinco pessoas e 18% entre cinco a 10 pessoas. 10% dos inquiridos irá oferecer presentes a mais de 10 pessoas.

A esmagadora maioria das pessoas inquiridas (80%) vai passar o Natal em casa, mas 16% refere que, devido à pandemia, optou por não passar o Natal com familiares.

 

Black Friday

Quem fez compras na Black Friday gastou, em média, até 100 euros (70%), seguindo-se as pessoas que gastaram entre 100 e 500 euros (21%). Apenas 6% gastou mais de 500 euros e 3% mais de mil euros. A maioria dos consumidores admitiu não ter realizado compras na Black Friday (66%).

Publicidade

Mercadona inicia processo de recrutamento para novo supermercado em Viseu

Mais de 53% dos portugueses escolhem instituições de crédito e não bancos para pedirem dinheiro