in

Lucro da Coca-Cola diminui na reta final do ano

A multinacional Coca-Cola assinalou uma queda de quase 70% no lucro correspondente ao quarto trimestre, que se situou em 515 milhões de dólares. O lucro para o ano inteiro foi assim reduzido a 8.140 milhões de dólares, 15% menos quando comparado com 2015.

As receitas encadeiam sete trimestres consecutivos de quedas. As vendas líquidas de Coca-Cola caíram para 41.860 milhões de dólares, o que representa uma moderação anual de 5%. Desse total, 9.410 milhões correspondem aos meses de outubro a dezembro, uma queda de 6%. Muhtar Kent, que no próximo mês de maio cede o comando a James Quincey, assegura que, apesar de tudo, estão a fazer “progressos” no processo de transformação do modelo de negócio, introduzido em 2014.

As ações da Coca-Cola caíram 2% após a apresentação dos resultados. As contas estão em linha com o que Wall Street esperava. 

James Quincey, que atualmente ocupa o cargo de diretor de operações, disse na conferência com analistas que a estratégia para este ano é aumentar o volume de vendas nos países emergentes, com as campanhas mais intensas que promovam os produtos. Para os mercados maduros, no entanto, a Coca-Cola vai concentrar-se mais nos preços do que nas caixas vendidas, utilizando uma embalagem mais pequena para elevar a margem.

A mudança de CEO foi anunciada há apenas dois meses. A empresa está a tentar adaptar-se às novas tendências de consumo, simplificando a sua estrutura e adicionando novos produtos para reduzir a sua dependência dos refrigerantes. 

Publicidade

Qual vai ser o futuro da marca própria?

LG lança campanha inspirada em clássico de cinema