in

L´Oréal com o melhor crescimento de vendas em mais de 10 anos

Foto Shutterstock

Em 2018, a L’Oréal registou o seu melhor ano de crescimento das vendas desde 2007, com 7,1%, numa base comparável, para os 26,9 mil milhões de euros, após um forte aumento no quarto trimestre de 7,7%.

Todas as divisões cresceram, especialmente a L’Oréal Luxo e a Cosmética Ativa, ambas com um aumento de dois dígitos. “As grandes marcas têm o melhor desempenho, particularmente na divisão L’Oréal Luxo, onde as vendas de Lancôme ultrapassaram a marca dos três mil milhões de euros. A divisão de Cosmética Ativa alcançou o seu maior crescimento nos últimos 10 anos, num mercado de ‘skin care’ muito dinâmico. Na divisão de Produtos de Grande Consumo, 2018 foi um bom ano para a L’Oréal Paris e para a Maybelline New York. Por outro lado, a divisão de Produtos Profissionais registou um aumento modesto das vendas, graças a uma aceleração significativa no último trimestre”, comenta Jean-Paul Agon, presidente e CEO da L’Oréal.

O desempenho por zona geográfica manteve-se diferenciado. Na Europa Ocidental, o progresso foi travado por dificuldades em alguns mercados, enquanto o crescimento na América do Norte melhorou em comparação com o ano anterior. Os Novos Mercados alcançaram o seu melhor desempenho desde 2007 e a zona da Ásia Pacífico, liderada pela China, ultrapassou a América do Norte com vendas superiores a sete mil milhões de euros. “2018 foi mais um ano muito bom para dois dos nossos mais fortes fatores de crescimento. Em primeiro lugar, o e-commerce que cresceu 40,6% e que é responsável por 11% das vendas do grupo. Em segundo lugar, o Travel Retail, que ultrapassou a barreira dos dois mil milhões de euros, com um aumento de 27,1%”, acrescenta Jean-Paul Agon.

A margem bruta aumentou significativamente e, “após fortes investimentos em pesquisa, inovação e meios motores de negócio”, a rentabilidade operacional estabeleceu um novo recorde de 18,3% das vendas, atingindo os 4,92 mil milhões de euros. “Mais do que nunca, é a força do modelo de negócios da L’Oréal, robusto e equilibrado, cobrindo todos os circuitos, todas as categorias, todos os níveis de preço e dirigindo-se a todos os consumidores, que permite que o grupo aproveite todas as oportunidades disponíveis. Em todo o mundo, as nossas equipas estão atentas e escutam as necessidades e desejos dos consumidores. As equipas adaptam e afetam recursos com grande agilidade, sempre em busca da excelência. É assim que a L’Oréal proporciona um crescimento rentável e sustentável e que fortalece a sua posição de líder do mercado da cosmética a cada ano que passa”, detalha o presidente da L’Oréal.

A divisão de Produtos Profissionais terminou o ano com crescimento de 2% a dados comparáveis. O ano foi marcado pelo renovado dinamismo nesta divisão, que acelerou no quarto trimestre. Todas as zonas geográficas assinalaram crescimentos, exceto a Europa Ocidental. O regresso ao crescimento nos Estados Unidos e no Brasil foi confirmado. O dinamismo manteve-se na zona Ásia Pacífico, impulsionado pela Índia e pela China, e na Europa de Leste. O cuidado capilar beneficiou de um forte crescimento de Kérastase. O dinamismo na coloração foi impulsionado por Shades EQ da Redken, que registou mais um ano de crescimento, pelo lançamento de SoColor Cult em Matrix e o bom desempenho de Dia na L’Oréal Professionnel.

Por seu turno, a divisão de Produtos de Consumo apresentou um crescimento a dados comparáveis no quarto trimestre de 2,8% e terminou o ano com 2,5%. As três maiores marcas da divisão evoluíram positivamente. L’Oréal Paris e Maybelline New York mantiveram o seu dinamismo anual e a Garnier acelerou no quarto trimestre. Os cuidados de pele tiveram um forte crescimento, com um aumento de dois dígitos em todo o mundo nos cuidados de rosto, graças ao desempenho de Revitalift Filler da L’Oréal Paris, das máscaras de tecido Garnier e aos cuidados Men Expert. O crescimento da maquilhagem continuou, impulsionado sobretudo por Maybelline New York e pelo sucesso global de Superstay Matte Ink e Fit Me!. A divisão está a enfrentar dificuldades persistentes na Europa Ocidental, onde o mercado se mantém lento, e no Brasil. Está a conquistar quota de mercado nos Estados Unidos e na Europa de Leste e continua a acelerar na Ásia, particularmente graças à China e à Índia.

As vendas da L’Oréal Luxo tiveram um crescimento a dados comparáveis de 14,4%, com uma segunda metade do ano a 15,1%. A Divisão teve um desempenho superior ao do mercado e fez com que 2018 fosse um ano histórico. As quatro marcas bilionárias da divisão estão a apresentar um crescimento de dois dígitos. A L’Oréal Luxo está a conquistar quota de mercado na Ásia Pacífico, particularmente na China, onde o crescimento está nos dois dígitos. A divisão teve um bom desempenho em mercados dinâmicos no retalho de viagem, na Europa de Leste e na América Latina. Na Europa Ocidental e em África e Médio Oriente, está a superar mercados mais difíceis.

Finalmente, a divisão de Cosmética Ativa manteve um forte crescimento no quarto trimestre e finalizou o ano com 11,9% a dados comparáveis. A divisão continua a conquistar quota de mercado em todas as zonas geográficas a rápido ritmo, com um crescimento forte na América do Norte e na Ásia. Todas as principais marcas estão a contribuir para o crescimento e La Roche-Posay terminou o ano com um crescimento de dois dígitos, impulsionado pela sua inovação antirrugas Hyalu B5, e pelos franchises centrais Anthelios e Effaclar. O crescimento na Vichy foi novamente reforçado pelo sucesso de Minéral 89, o produto estrela de 2018. SkinCeuticals está a apresentar um crescimento muito forte em todas as zonas e a reforçar a sua posição liderante nos cuidados de pele profissionais nos Estados Unidos.

Publicidade

Publicidade

Pernod Ricard vai continuar a desinvestir de algumas marcas

Água de Luso convida corredores da Meia Maratona de Lisboa a plantar árvores