in

Lisboa é a segunda cidade que mais cresceu em número de turistas nos últimos 10 anos

Os dados que a Mastercard recolhe há uma década mostram um crescimento impressionante das viagens internacionais, sobretudo na região da Ásia-Pacífico. Lisboa aparece no ranking global Mastercard na 36ª posição, e na 17ª em termos europeus, registando um aumento agregado de 10% no número de visitantes e de 8,3% no montante gasto por cada turista desde 2009.

Nos últimos dez anos assistimos aos altos e baixos da economia, à evolução da concorrência e das parcerias globais e à inovação tecnológica sem limites. Mas uma coisa permaneceu constante: o crescente desejo das pessoas de viajar pelo mundo, visitar novos destinos e mergulhar em outras culturas.

O Global Destination Cities Index da Mastercard quantifica esse desejo: desde 2009, o número de visitantes internacionais cresceu 76%.

Este ano, o Global Destination Cities Index (GDCI) – que classifica 200 cidades com base em análises proprietárias do volume de visitantes, publicamente disponíveis, e de dados de gastos – revela que Banguecoque continua a ser o destino favorito dos turistas, com mais de 22 milhões de visitantes internacionais. Paris e Londres, em posições invertidas este ano, ocupam o segundo e terceiro lugar, respetivamente, ambas com mais de 19 milhões. Todas as dez principais cidades tiveram mais visitantes internacionais em 2018 do que no ano anterior, com exceção de Londres, que caiu quase 4%.

Ainda de acordo com o GDCI da Mastercard, em 2018 vieram a Lisboa 5,2 milhões de turistas, onde passaram uma média de 2,6 dias, tendo gasto cerca de 150 euros por dia. Em termos de distribuição dos gastos feitos por estes turistas, 29,2% foram para alojamento, 30,9% para alimentação e bebidas, 28,8% para compras e 4,1% para transportes locais. No top 5 das origens dos turistas que vieram a Lisboa em 2018, estão França (11,3%), Espanha (11,1%), Brasil (9,4%), Alemanha (8,6%) e Estados Unidos da América (8,2%).

Publicidade

Publicidade

Makro traça metas e avança soluções de combate ao plástico

Kroger aposta nos produtos de carne à base de plantas