in

Lidl é o primeiro retalhista alimentar em Portugal a aderir a iniciativa da ONU para empoderamento das mulheres

O Lidl Portugal é agora signatário dos Princípios para o Empoderamento das Mulheres das Nações Unidas (ONU), uma iniciativa global para a promoção das mulheres a nível empresarial.

Ao aderir à primeira iniciativa mundial, que tem como objetivo promover e fortalecer o papel das mulheres nas empresas, o Lidl Portugal vem reforçar o seu compromisso com a promoção da igualdade de género, tanto no contexto da empresa como em toda a sua cadeia de valor.

 

Princípios

Estabelecidos em 2015 pela ONU Mulheres e pelo Pacto Mundial das Nações Unidas, os Princípios para o Empoderamento das Mulheres apresentam um conjunto de orientações voluntárias dirigidas às empresas, com o objetivo de as apoiar na adaptação ou introdução de regulamentos e programas novos e necessários para o progresso feminino. São eles estabelecer uma liderança corporativa de alto nível para a igualdade de género; tratar todas as mulheres e homens de maneira justa no trabalho: respeitar e apoiar os direitos humanos e a não discriminação; garantir a saúde, segurança e bem-estar de todos os trabalhadores, independentemente do género; promover a educação, a formação e o desenvolvimento profissional das mulheres; promover o empreendedorismo entre as mulheres, fortalecendo a sua participação no mercado, respeitando a sua dignidade em todas as iniciativas de marketing; promover a igualdade através de iniciativas relacionadas com a comunidade e ativismo social e medir e informar publicamente o progresso para alcançar a igualdade de género.

Atualmente com uma maior percentagem de mulheres (55%), comparativamente à percentagem de colaboradores do sexo masculino (45%), o Lidl Portugal já colocou em prática grande parte das diretrizes estabelecidas pelos Princípios para o Empoderamento das Mulheres das Nações Unidas, continuando a desenvolvê-las enquanto prioridade essencial no contexto da sua estratégia de sustentabilidade e responsabilidade social e corporativa. “No Lidl, pautamo-nos por oportunidades iguais. Temos três vetores primordiais, que definem a progressão de carreira: meritocracia, valores e atitude. Não há diferenciação de género e todos usufruem das mesmas oportunidades e benefícios, pelo que faz todo o sentido integrarmos esta iniciativa global da ONU, que está totalmente alinhada com a nossa visão de negócio e com a nossa cultura”, afirma Maria Román, diretora geral de Recursos Humanos do Lidl Portugal. “Em todos os sectores de atividade da empresa há oportunidades de progressão na carreira e apoiamos os colaboradores neste percurso, identificando potenciais líderes, sejam homens ou mulheres”.

 

Medidas

O Lidl Portugal garante que todos os funcionários recebem as mesmas oportunidades de carreira e as estruturas salariais são padronizadas, baseadas em critérios objetivos como experiência profissional, qualificações e aptidões. Além disso, a empresa oferece a todos os funcionários igual acesso a oportunidades de formação e progressão na empresa.

Fazer crescer a percentagem de mulheres em cargos de liderança, nos níveis de gestão médio e sénior, é um objetivo da empresa, que tem implementado um conjunto de medidas para promover o equilíbrio entre vida profissional e pessoal, tanto para mulheres como para homens, garantindo que todos os funcionários estão informados sobre as soluções relacionadas com a gravidez, maternidade, licença parental, etc.

Com vista a assegurar um ambiente de trabalho justo e amigável para todos, o Lidl designou internamente os chamados “Gestores de Confiança”, com os quais os colaboradores podem estabelecer contacto, de forma imparcial e independente, para abordar questões gerais, bem como outras relacionadas com a diversidade e igualdade de género.

Adicionalmente a estas medidas internas, o Lidl exige também que a igualdade de oportunidades seja um compromisso assumido pelos seus parceiros e fornecedores, uma medida que está refletida na posição pública da empresa sobre os direitos humanos e a proteção ambiental na aquisição de bens.

Publicidade

Dados

Consumidores confiam mais nos supermercados do que em bancos ou redes sociais

Robots DB Schenker

Novo armazém da DB Schenker em Singapura marca um investimento recorde de 101 milhões de euros