Robots DB Schenker
in

Novo armazém da DB Schenker em Singapura marca um investimento recorde de 101 milhões de euros

Este verão, a DB Schenker iniciou com sucesso a operação num hub regional para a logística automatizada de alta velocidade. Representando 101 milhões de euros, o armazém Red Lion, em Singapura, é o maior investimento em qualquer local, a nível mundial, na história empresarial da DB Schenker.

Estrategicamente localizado no Parque Logístico do Aeroporto de Singapura (ALPS), no Aeroporto de Changi, o local estabelece para os seus clientes um novo padrão na combinação dos mais avançados desenvolvimentos tecnológicos do mundo com os mais altos níveis de gestão sustentável de armazéns. Com esta abertura, a DB Schenker reforça o seu compromisso com a cidade-estado como a porta de entrada em expansão para a região da Ásia Pacífico e celebra o seu 50.º aniversário na “Cidade Leão”. “A DB Schenker reforça ainda mais a sua posição entre os principais fornecedores mundiais de serviços logísticos para a região da APAC. O nosso novo centro logístico torna-nos ainda mais rápidos e mais fiáveis para os nossos clientes. O investimento recorde no Red Lion é um marco inigualável para a nossa história empresarial de quase 150 anos. Estamos felizes e orgulhosos de reforçar o nosso compromisso com Singapura como o coração das nossas operações logísticas na Ásia”, afirma Jochen Thewes, chefe executivo da DB Schenker.

 

Red Lion

O Red Lion reforça a posição da DB Schenker em Singapura, como o maior fornecedor de logística de terceiros no ALPS. Combinados, o centro de carga aérea mecanizado e o armazém logístico contratado estendem-se por 51.400 metros quadrados em cinco andares, o que corresponde a sete campos de futebol.

Um sistema de gestão de armazéns da próxima geração e uma plataforma TI sincronizada, que liga as várias automatizações, permite ao Red Lion aumentar a produtividade do armazém até 100%, em comparação com os processos manuais, e reduzir o tempo de espera dos clientes em 40%, em comparação com as instalações não integradas.

As cargas recebidas são processadas através de uma plataforma especial que aumenta a velocidade e facilita o manuseamento. Os elevadores de paletes deslocam, então, a carga para uma zona automatizada com equipamento para corredores estreitos (VNA), para otimizar a capacidade de armazenamento. Os sistemas de multiviagem e de armazenamento em cartão são complementados pelas tecnologias Goods-to-Person (GTP) e Pick-To-Light, sistemas de transporte,e Automated Guided Vehicles (AGVs).

O Red Lion é também o primeiro armazém a oferecer um sistema de etiquetagem robótica concebido internamente, que utiliza tecnologia de visão 3D e três braços robóticos para aplicar etiquetas em múltiplas línguas em produtos de tamanhos, formas e configurações variáveis. “O nosso novo armazém é uma instalação que bate recordes, repleta de inovações tecnológicas e digitais. Foi concebido para servir os clientes com requisitos de prazos de entrega curtos e elevado rendimento. A nossa robótica irá revolucionar a etiquetagem de produtos. Com as nossas novidades em automação, estamos a preparar o caminho para a nossa jornada contínua na logística de contratos em direção a uma cadeia de fornecimento totalmente digital”, indica David Christmas, membro do Conselho de Logística de Contratos da APAC na DB Schenker.

 

Desenvolvimento sustentável

O edifício reconhece o compromisso da DB Schenker em promover o desenvolvimento sustentável e a proteção ambiental. 1.440 painéis solares fotovoltaicos, juntamente com outras características de sustentabilidade, permitem uma poupança de energia de 34%.

Assim, o Red Lion é certificado com o selo Green Mark Platinum pela Building and Construction Authority (BCA) em Singapura, bem como com o LEED Gold Standard.

Lidl

Lidl é o primeiro retalhista alimentar em Portugal a aderir a iniciativa da ONU para empoderamento das mulheres

Heinz

Resultados positivos para a Kraft Heinz