in ,

Latas de cerveja, refrigerantes e garrafas de água passam a ter taxa até 15 cêntimos

Foto Shutterstock

Os consumidores vão passar a pagar uma taxa, sempre que comprarem garrafas de água e de sumos ou latas de cerveja, de sidra e de refrigerante.

Segundo noticia o Jornal de Notícias, a taxa aplicar-se-á à generalidade das bebidas embaladas em garrafas de plástico PET e em latas de aço ou de alumínio e será de cinco cêntimos no mínimo, podendo chegar aos 15 cêntimos. Ainda houve a hipótese de considerar também as embalagens de leite e vinho, mas, devido ao mau cheiro que poderiam deixariam nos locais de depósito, vão estar, por enquanto, fora desta taxa.

A medida, que poderá ser alargada às garrafas em vidro, está prevista para 2022, mas só deverá entrar em vigor em 2023.

 

Devolução

Os valores serão devolvidos aos consumidores no momento em que as garrafas ou as latas vazias forem entregues num dos pontos de retorno do futuro sistema de depósito de embalagens de uso único, como supermercados e lojas de bebidas. Em garrafas com menos de um litro, a tara deverá rondar entre os cinco e os 10 cêntimos. Já nas embalagens até aos três litros o valor pode chegar aos 15 cêntimos. Os garrafões vão continuar a ter como destino os tradicionais ecopontos. As embalagens sujeitas à medida terão dois novos símbolos no rótulo.

Publicidade

comércio

Confinamentos fazem disparar comércio eletrónico na Europa

Distell

Heineken em negociações para adquirir a Distell