in

Kellogg revê em alta as suas previsões de crescimento

Foto Shutterstock

A Kellogg Company decidiu rever em alta as suas previsões de crescimento para o conjunto do exercício, após ter anunciado os últimos resultados financeiros.

A multinacional norte-americana prevê um crescimento orgânico das vendas de 5%, face aos 1% a 2% inicialmente estimados.

Melhorámos a nossa quota na categoria e obtivemos resultados financeiros que superaram as nossas previsões”, reconhece Steve Cahillane, presidente e CEO da Kellogg, que assegura que a empresa está em posição de aumentar substancialmente o seu investimento, durante o segundo semestre. “Este investimento reforçará a nossa carteira de marcas, otimizará as nossas capacidades e melhorará a nossa posição competitiva, de modo a sairmos desta crise ainda mais fortes”.

 

Menos vendas, mais lucro

Até junho, as vendas caíram 1,5%, para os 5.782 milhões de euros, se bem que, em termos orgânicos, aumentaram 8,6%. Além disso, o lucro líquido disparou 22,9%, para os 587 milhões de euros.

No segundo trimestre, a faturação estabilizou nos 2.914 milhões de euros, enquanto o lucro líquido somou 22,7%, para os 295 milhões de euros.

Publicidade

Mercadão

Mercadão tem nova loja especializada em material escolar

China

A Crédito y Caución prevê uma forte recuperação da China em 2021