in

Inflação da zona do euro sobe para 1,8% em janeiro

A taxa anual de inflação na zona euro atingiu 1,8% em janeiro, sete décimos acima do valor registado em dezembro de 2016, sendo este o maior nível desde fevereiro de 2013, de acordo com os dados publicados pela Eurostat.

Além disso, a inflação anual na União Europeia foi de 1,7% em janeiro de 2017 em comparação com 1,2% em dezembro, o maior nível desde junho de 2013.

O aumento acentuado dos preços na área do euro durante o mês de janeiro é refletido no encarecimento da energia, com uma subida anual de 8,1%, em contraste com 2,6% em dezembro. Também provoca este aumento a evolução de 3,5% nos alimentos frescos, em comparação com 2,1% no mês anterior.

Os alimentos, álcool e tabaco subiram em janeiro para 1,8%, frente aos 1,2% em dezembro. Os preços dos bens industriais não energéticos subiram 0,5% em janeiro, em comparação com um aumento anual de 0,3% no mês anterior, enquanto os serviços subiram 1,2%, um décimo a menos que em dezembro.

Sem ter em conta o impacto da energia, a inflação anual na zona do euro em janeiro situou-se em 1,1%, um décimo acima de dezembro, enquanto ao excluir também o efeito de alimentos frescos o aumento foi de 0,9%, em linha com o mês anterior.

Os maiores aumentos de preços foram observados na Bélgica, com 3,1%, Letónia e Espanha, ambos 2,9%.

Por outro lado, as taxas de inflação mais baixas foram registadas na Irlanda (+0,2%), Roménia (+0,3%) e Bulgária (+0,4%).

Publicidade

Publicidade

Steinhoff e Shoprite não chegam a acordo para fusão

Walmart coloca as suas marcas no Jet.com