in

IKEA contesta registo de marca marroquina concorrente

A IKEA está a contestar na justiça portuguesa o registo da Kitea, uma marca marroquina concorrente.

De acordo com o Expresso, no passado dia 2 de setembro a IKEA Portugal e a Inter Ikea Systems avançaram com uma ação contra a Kitea no Tribunal da Propriedade Intelectual de Lisboa. A acão visa contestar a aprovação, por parte do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), em maio, do registo da marca Kitea em Portugal. Embora as duas marcas sejam graficamente distintas, os produtos comercializados pela Kitea apresentam semelhanças com os da IKEA.

Segundo a informação disponibilizada pelo INPI, a Kitea pediu o registo da sua marca em Portugal a 14 de fevereiro de 2018, tendo este sido concedido a 20 de maio deste ano. Em junho de 2018, a Inter Ikea manifestou ao INPI a sua oposição ao pedido da de registo da Kitea, que, além de Portugal, também avançou com processos em Espanha, França e Itália.

O Expresso questionou a Kitea sobre quais são os seus planos para o mercado nacional, mas não obteve resposta. Já a IKEA disse ao Expresso que, “enquanto empresa global detentora da marca e conceito Ikea, é muito importante para Inter Ikea Systems B.V. assegurar e proteger os direitos de propriedade intelectual inerentes à mesma. Sentimos uma grande responsabilidade perante os nossos clientes e queremos assegurar que estes podem sempre confiar na marca Ikea e que sabem o que está, ou não, ligado a esta”.

Publicidade

Novo gin nascido na Amazónia chega ao mercado

Beesweet nomeada Vencedora Nacional nos European Business Awards