Humanwinety
in

Humanwinety quer capacitar grupos minoritários em todo o mundo

Têm ambos uma conhecida ligação ao mundo dos vinhos, mas nunca tinham trabalhado juntos. Bento Amaral, diretor dos Serviços Técnicos e Certificação do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, após décadas de trabalho no sector do vinho do Porto, encabeça agora este projeto inclusivo no sector do vinho com Cláudio Martins, CEO da Martins Wine Advisor. Juntos são o rosto da Humanwinety, entidade criada para “capacitar grupos minoritários, aumentando os seus conhecimentos e ajudando-os a encontrar um lugar nos sectores de vinho e hospitalidade”.

Com cariz humanitário cravado no código genético desta empresa, conta já com a Fundação Gerard Basset como parceiro internacional e as primeiras ações de ativação e sensibilização já estão marcadas. Para além desta aliança, já mais de uma dezena de empresas nacionais mostraram interesse em apoiar este novo projeto. Em setembro vão decorrer dois leilões, um no Porto e outro em Lisboa, de apoio ao trabalho que a Cáritas tem desenvolvido em prol dos mais necessitados, nomeadamente os refugiados ucranianos.

A missão da Humanwinety é “capacitar indivíduos que, por algum motivo e/ou momento da sua vida, ficaram mais vulneráveis, experienciando dificuldades na sua formação ou na altura chave da empregabilidade. Pretende apoiar o sector que tem sofrido com a lacuna de retenção de recursos humanos especializados nos últimos anos, dando perspetiva ao aumento de diversidade cultural ou racial menos representada, pessoas com condições motoras e cognitivas assim como igualar oportunidades para estes grupos”.

 

Ações de B-learning

A Humanwinety formará estes grupos através de um esquema de B-learning que irá aumentar os seus conhecimentos e fornecer-lhes as ferramentas necessárias para um desenvolvimento profissional adequado, proporcionando estágios profissionais em colaboração com os seus parceiros e futura integração no mercado de trabalho. “Abraço um projeto no qual acredito profundamente. Estou certo de que, através da Humanwinety, possamos criar oportunidades de realização profissional a pessoas de grupos com menor visibilidade social. Entendo que sou um privilegiado porque, apesar das minhas limitações, foram-me proporcionadas condições para me realizar profissionalmente. Pretendo que outras pessoas tenham as mesmas possibilidades de inclusão”, declara Bento Amaral, Wine Inspiring Executive da Humanwinety.

“O facto de estar associado aos ‘fine wines’ e ‘luxury’ não me impede de querer dar o meu contributo para a inclusão. Sinto que devo usar a minha experiência e os meus contactos para apoiar aqueles que não têm o mesmo acesso, até porque acabarão por ser essas pessoas também a ajudarem-nos a todos porque trarão dinamismo ao mercado. Queremos intervir na crise humanitária. Queremos promover a diversidade na sociedade, sensibilizando para a igualdade de oportunidades através da formação especializada para os sectores vitivinícola e hoteleiro. Queremos proporcionar formação online acompanhada por mentores e posterior formação em ambiente profissional (estágio) com os nossos parceiros”, explica Cláudio Martins, Wine Global Wizard da Humanwinety.

 

Fundação Gérard Basset

A Humanwinety foi criada em junh e, além de Bento Amaral e Cláudio Martins tem também na equipa Micaela Martins Ferreira, Wine Strategy Commander, e Tiago Coelho, Wine Jedi Creative.

A Fundação Gérard Basset, cofundada pelo falecido sommelier francês Gérard Basset, que detinha os títulos de OBE (Ordem of the British Empire), MW (Master of Wine) e MS (Master Sommelier), foi criada em homenagem ao sommelier para abordar os principais problemas da indústria do vinho por meio de educação, treino e orientação técnica.

SuperSave

SuperSave: a mais recente ferramenta contra a inflação

vinho

ASAE fiscaliza práticas de bloqueio geográfico em vendas eletrónicas