in

Huawei exporta mais de 200 milhões de telemóveis em 2018

Recorde registado

As exportações de smartphones Huawei, em 2018, ultrapassaram as 200 milhões de unidades, o que representa um novo recorde para a marca.

Desde o seu lançamento, em março, as exportações globais da série Huawei P20 ultrapassaram as 16 milhões de unidades, com os utilizadores do sexo feminino a responder a quase metade desse número.

Por seu turno, dois meses depois do lançamento da série Mate 20, já tinham sido exportadas mais de cinco milhões de unidades.

Já a série nova da Huawei tornou-se particularmente popular entre os utilizadores mais jovens, graças ao seu design e elementos visuais. Como resultado de um esquema de cores ousado e do sistema de selfie do Huawei nova 3, tornou-se o telefone selfie mais popular de 2018. Em 2018, a série nova vendeu um total de mais de 65 milhões de unidades, tornando-se líder entre os dispositivos de gama média da Huawei.

A série topo de gama da Honor tem conduzido também ao desenvolvimento do sector dos telefones móveis. O desempenho do Honor 10 e do V10 ajudou a marca a ser a número um na China na categoria de smartphones com Internet.

Nos últimos oito anos, a exportação de smartphones Huawei aumentou de três milhões de unidades, em 2010, para 200 milhões de unidades, em 2018, refletindo um crescimento de aproximadamente 66 vezes. No mercado global de smartphones, a Huawei deixou de ser considerada estatisticamente como “Outro” para se classificar entre os três melhores “players” de mercado do mundo. No segundo e terceiro trimestres de 2018, tornou-se na segunda maior fabricante de smartphones do mundo, com uma quota de mercado global de 14,6%.

Atualmente, os smartphones Huawei são utilizados por mais de 500 milhões de consumidores em mais de 170 países de todo o mundo. Segundo o relatório da IPSOS, uma das principais instituições de pesquisa do sector, a marca Huawei é já associada à ideia de progresso, tendo forte capacidade de inovação e confiança aos olhos de sua base global de consumidores. “Olhando para o futuro, o negócio de consumo da Huawei incidirá sobre o conceito ‘consumer-centric’ e ousará continuar a inovar, esforçando-se para se tornar uma marca pioneira e líder na próxima revolução de smartphones, além de continuar a criar constantemente valor para os consumidores, permitindo que aproveitem melhor as suas vidas, tornando efetivamente a Huawei numa marca amada pelos consumidores de todo o mundo“, conclui Richard Yu, CEO da Huawei Consumer BG.

Projetos Acredita Portugal faturam o equivalente a 0,34% a 0,73% do PIB português

Makro lança plataforma de compras online MShop