in

Grupo Lego volta a crescer em 2018

Em 2018, o Grupo Lego contrariou a tendência do mercado dos brinquedos ao aumentar a sua quota nos principais mercados. As vendas globais ao consumidor cresceram 3%, em relação a 2017, e as receitas do ano completo aumentaram 4%, para 36,4 mil milhões de coroas dinamarquesas. Em valores constantes, as receitas cresceram 7%.

Também o lucro operacional evoluiu 4%, para 10,8 mil milhões de coroas dinamarquesas. O lucro líquido foi de 8,1 mil milhões de coroas dinamarquesas, num aumento de 3,5%. “Entrámos em 2018 com um único objetivo, a estabilidade. Estamos muito satisfeitos por a ter atingido e por termos conseguido um crescimento, ainda que modesto, nas receitas. Sentimo-nos especialmente encorajados pelo nosso progresso, tendo em conta os desafios que a indústria dos brinquedos enfrenta e com o desaparecimento de alguns retalhistas especializados, como a Toys ‘R’ Us. Estas mudanças deram-nos a oportunidade de fortalecer as nossas parcerias com retalhistas e descobrir novas formas de nos ligarmos aos consumidores, através dos canais físicos e digitais. Conseguimos, também, aumentar a quota da marca nos nossos maiores mercados a nível mundial, contrariando a tendência da indústria”, comenta Niels Christianssen, CEO do Grupo Lego.

O crescimento foi comum a todos os mercados. Em operações já estabelecidas, como a norte-americana e a da Europa Ocidental, o crescimento foi de apenas um dígito. Na China, um mercado em crescimento e estratégico para o grupo, situou-se nos dois dígitos, à medida que a marca se expandiu para novas cidades e aumentou a sua presença no e-commerce. A ambição é abrir 80 novas lojas em 18 cidades, este ano, começando com a de Pequim, inaugurada a 22 de fevereiro. O grupo vai também expandir a sua presença no Médio Oriente e explorar oportunidades em novos mercados onde haja uma classe média em crescimento, como a Índia.

Publicidade

Publicidade

67% das empresas em Portugal acreditam que estão em condições de competir a nível global

El Corte Inglés converte as suas lojas em centros de experiências