New AMS factory_aerial
in

Grupo Lego vai construir uma fábrica de mil milhões de dólares

Neutra em carbono, na Virgínia, EUA, e poderá criar mais de 1.760 postos de trabalho

O Grupo Lego anunciou um investimento de mais de mil milhões de dólares na construção de uma nova fábrica, em Chesterfield County, Virgínia, EUA. Uma vez concluído, o complexo fabril de 160.000 m2 vai empregar mais de 1.760 pessoas.

A fábrica será projetada para funcionar como um complexo neutro em carbono. Graças a um parque solar nas instalações, 100% das necessidades energéticas diárias serão asseguradas por energias renováveis. O local será pensado, ainda, para minimizar o consumo de energia e a utilização de recursos não renováveis.

Para Niels B. Christiansen, CEO do Grupo Lego, “este é um passo entusiasmante para o Grupo Lego. Há cada vez mais famílias a apaixonarem-se pela construção de Lego, e estamos ansiosos por fabricar peças de Lego, nos EUA, um dos nossos maiores mercados. A localização na Virgínia permite-nos construir um parque solar que apoie as nossas ambições de sustentabilidade e proporcione conexões simples a redes de transporte de âmbito nacional. Estamos, também, ansiosos por criar grandes oportunidades de emprego para a população da Virgínia”.

 

Arranque no outono de 2022

A construção terá início no outono de 2022 e o começo da produção está previsto para o segundo semestre de 2025. No princípio de 2024, um complexo temporário para embalamento será estabelecido num edifício das proximidades que criará até 500 postos de trabalho.

No plano global, a fábrica da Virgínia será a sétima fábrica do Grupo Lego e a segunda nas Américas. A fábrica de Monterrey, no México, fornece predominantemente o mercado norte-americano e será aumentada e atualizada para satisfazer a crescente procura de produtos da marca.

Já Carsten Rasmussen, Chief Operations Officer do Grupo LEGO, destaca que “as nossas fábricas estão localizadas perto dos nossos maiores mercados, o que reduz a distância que os produtos têm de percorrer. Isto permite-nos responder rapidamente a mudanças na procura por parte dos consumidores e ajuda-nos a gerir a pegada de carbono. A nossa nova fábrica, nos EUA, e o aumento da capacidade das nossas instalações no México significam que seremos capazes de apoiar melhor o crescimento a longo prazo nas Américas. Tivemos a felicidade de encontrar um local em que podemos começar a construir rapidamente e criar capacidade temporária em menos de dois anos“.

 

Tecnologia de ponta

A nova fábrica, na Virgínia, como todas as instalações da Lego, utilizará tecnologia de ponta para moldar, tratar e embalar produtos da marca e garantir que cumprem os rigorosos padrões de segurança e qualidade da empresa.

“Os nossos tijolos são feitos para durarem gerações, por isso, precisamos de colaboradores qualificados com formação em tecnologia de moldagem de precisão. Estamos ansiosos por começar a trabalhar com o programa Virginia Talent Accelerator para ajudar a construir uma grande equipa que se sinta motivada pela nossa missão de inspirar e desenvolver os construtores de amanhã”, concluiu Rasmussen.

As fábricas da Lego na Europa e na China estão também a ver a sua capacidade aumentada, e em dezembro de 2021, o Grupo anunciou a intenção de construir uma fábrica no Vietname para permitir um maior crescimento na Ásia.

Recorde-se que o Grupo Lego emprega, atualmente, cerca de 2.600 pessoas nos EUA, onde opera desde a década de 1960. A sua sede nos EUA fica em Enfield, Connecticut, e é responsável por 100 lojas da marca Lego espalhadas pelo país.

FNAC Primavera Sound 2

Fnac assume posicionamento sustentável nos festivais de verão

Laboratoires / Serres/ CMI

Timac Agro lança primeiro curso de capacitação em nutrição vegetal