in

Grandes armazéns Debenhams pedem proteção dos credores

Foto Shutterstock

A cadeia de grandes armazéns Debenhams declarou insolvência ao não conseguir cumprir com as condições da sua dívida bancária no valor de 620 milhões de libras.

Os ativos foram trespassados à Celine UK, uma nova empresa que engloba os bancos credores.

A decisão foi tomada após a cadeia ter recusado uma proposta da Sports Direct, o seu principal acionista, com 29% do capital, de uma ampliação de capital no valor de 200 milhões de libras para resgatá-la. A FTI Consulting foi nomeada administradora de insolvência.

De acordo com Terry Duddy, presidente da cadeia britânica, “a transação permitirá à Debenhams continuar a operar com normalidade, com acesso a financiamento e um processo de relançamento, ao mesmo tempo que reduz a dívida”.

Publicidade

Decathlon chega ao Japão

Conselho de Administração da DIA apoia a OPA da LetterOne