in

Fusão da Staples e Office Depot falhada

A fusão entre a Staples e a Office Depot, no valor de 6,3 mil milhões de dólares, não avançou, após a oposição do tribunal federal, que confirmou a decisão da Federal Trade Commission (FTC).

De acordo com a FTC, a fusão das duas cadeias poderia dar-lhes uma quota demasiado elevada do mercado de “office supplies”, violando as leis da concorrência e induzindo a preços mais elevados. “Ao eliminar a concorrência entre a Staples e a Office Depot, a transação iria levar a preços mais elevados e reduzir a qualidade”.

Staples e Office Depot procuraram contrariar estes argumentos, dizendo que a fusão seria fundamental para concorrer eficazmente com operadores como a Walmart, Amazon e outros retalhistas online. Esta é a segunda vez que a FTC recusa a fusão entre as duas empresas, a primeira a acontecer em 1997.

Roland Smith, CEO da Office Depot, e Ron Sargent, CEO da Staples, já confirmaram que não vão recorrer da decisão do tribunal e dar por terminado o acordo de fusão a 16 de maio. Nos termos do acordo, a Staples terá de pagar 250 milhões de dólares à Office Depot dado a fusão não ter avançado.

A Staples também vai explorar alternativas estratégicas para os negócios europeus.

Publicidade

DHL com entregas totalmente automatizadas através de drones

Nova gama de TV’s OLED 4K da LG chega a Portugal