in

Faturação do Alibaba cresce 35,3%

O Alibaba alcançou uma receita de 509.711 milhões de yuans (65.528 milhões de euros), no final do seu ano fiscal, encerrado a 31 de março, o que significa um aumento de 35,3% em relação ao ano anterior, resultado em linha com os objetivos da empresa.

As receitas comerciais do gigante chinês aumentaram 34,8%, para 436.104 milhões de yuans (56.065 milhões de euros); o negócio de cloud ficou em 40.016 milhões de yuans (5.144 milhões de euros), 62% mais; e a divisão digital aumentou a sua faturação em 11%, para 26.948 milhões de yuans (3.465 milhões de euros).

Lucro

Por sua vez, o lucro líquido atribuível foi 70,4% superior ao do ano anterior, subindo para 149.263 milhões de yuans (19.189 milhões de euros), apesar do impacto da pandemia de Covid-19 no último trimestre.

Nesse sentido, o presidente e CEO do Grupo Alibaba, Daniel Zhang, enfatizou que a pandemia “alterou fundamentalmente o comportamento do consumidor“, portanto, a transformação digital “é uma necessidade“.

Quanto aos resultados do quarto trimestre (entre janeiro e março), e em relação ao período homólogo, a empresa melhorou a sua faturação em 22,3%, para 114.314 milhões de yuans (14.701 milhões de euros).

Apesar da pandemia, o Alibaba planeia alcançar um crescimento de 27% na sua faturação no ano de 2021.

Publicidade

Danone

Danone paga dividendo de 2019 e aceita redução de 30% na remuneração do CEO

Garmin

Garmin fecha o 1.º trimestre com crescimento de 12%