in

Exportações de vinho superam os 185 milhões de euros

Exportações subiram 2,1% em valor

Entre janeiro e março, as exportações dos vinhos portugueses cresceram 2,1% em valor comparativamente com o período homólogo em 2019, totalizando mais de 185 milhões de euros.

No mesmo período, a subida em volume foi de 4,4%. Estes são os mais recentes dados do desempenho do sector dados a conhecer pela ViniPortugal, Associação Interprofissional para a Promoção dos Vinhos de Portugal.

Olhando para os dados das exportações por grupos de mercados, constata-se que a União Europeia teve um comportamento oposto em relação ao verificado nos chamados países terceiros, que inclui destinos como Estados Unidos, Canadá, Brasil, China, entre outros, registando uma queda de 14,4% em valor. Nos países terceiros registou-se um crescimento de 22,8%, para um valor próximo dos 99 milhões de euros.

 

Evolução a dois dígitos

Os países que apresentaram crescimentos a dois dígitos das exportações de vinhos portugueses no período em análise foram a Coreia do Sul (44,2%), o México (34,7%), os Estados Unidos (18,8%), o Japão (15,4%) e o Canadá (12%). No espaço da União Europeia, destaque para a Suécia, que teve um desempenho positivo, com um crescimento de 26% em valor. As maiores quedas verificaram-se na Dinamarca (-23,4%), na China (-29,7%), em Macau (-52,1%) e na Rússia (-36,6%).

Merece nota o facto de a Coreia do Sul ser o destino de maior preço médio (6,21 euros), seguida por Hong Kong (5,82 euros), pela Dinamarca (4,59 euros) e por Macau (2,92 euros).

Na categoria de espumantes verificou-se, em valor, uma queda menos significativa na União Europeia (-5,1%) e um crescimento muito significativo (57,2%) nos países terceiros. Destaque, nos mercados de exportação de espumantes, para Angola (573 mil euros), para os Estados Unidos (154 mil euros) e para o Brasil (136 mil euros). Os crescimentos mais significativos no primeiro trimestre do ano face ao mesmo período em 2019 ocorreram em Angola (+473%), na Noruega (+110%) e na Suíça (+84,8%).

Publicidade

Sagres

“Em casa também marcha!” com a Sagres

compromisso social

Mercadona e El Corte Inglés no ranking do compromisso social com a Covid-19