in

Exportações de Pera Rocha estão acima do esperado

Apesar do mau ano agrícola que levou a uma quebra de 20% na produção, as exportações de Pera Rocha ultrapassaram os 70 milhões de euros, entre janeiro e novembro de 2018 (menos 15% face ao período homólogo do ano anterior). “Mesmo com os efeitos das alterações climáticas e a instabilidade económica e política no Brasil, as exportações não caíram tanto como a produção. Receávamos que a quebra fosse maior, mas conseguimos garantir o escoamento para os mercados externos”, afirma Domingos dos Santos, presidente da ANP. Para 2019, a associação mantém o objetivo de chegar aos 100 milhões de euros de exportações.

De acordo com os últimos dados publicados pelo INE, Brasil, Reino Unido, França, Alemanha e Espanha são, por esta ordem, os principais mercados da Pera Rocha e absorveram 89% do valor das exportações entre janeiro e novembro de 2018. O mercado alemão representou, neste período, 7,4 milhões de euros.

Na última campanha, a produção total dos associados da ANP, que representa 86% da fileira da Pera Rocha, atingiu as 142 mil toneladas.

Semana Verde

A ANP – Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha vai estar presente na Semana Verde de Berlim, que decorre a partir de dia 18 e até 27 de janeiro, no centro de conferências Messe Berlin. Trata-se de uma das mais importantes feiras internacionais dedicadas à alimentação e agricultura, onde, além da participação de 1.600 empresas e organizações de todo o mundo, são esperados mais de 400 mil visitantes.

Pelo segundo ano consecutivo, a presença da ANP em Berlim pretende divulgar a Pera Rocha junto dos consumidores alemães. Esta iniciativa acontece no âmbito do projeto Promoção da Pera Rocha nos Mercados Externos que tem como objetivo aumentar a visibilidade além-fronteiras desta variedade única e 100% portuguesa e reforçar as exportações em cinco destinos estratégicos: Alemanha, Brasil, Espanha, França e Reino Unido.

Pera Rocha servida em mais de 1.200 voos da TAP

Também no âmbito do projeto Promoção da Pera Rocha nos Mercados Externos, a ANP volta a fazer-se parceira da TAP para dar a degustar esta variedade de fruta portuguesa aos passageiros da companhia aérea portuguesa,  até 30 de janeiro. À semelhança do que aconteceu no passado mês de outubro, a Pera Rocha do Oeste vai ser o ingrediente principal das sobremesas servidas a bordo dos voos com origem e destino nos mercados estratégicos da ANP, confecionadas por dois dos mais prestigiados chefs portugueses.

No total, três mil quilos de Pera Rocha vão confecionados e oferecidos aos passageiros da TAP que voam para ou desde Alemanha, Brasil, Espanha, França e Reino Unido. Esta ação de promoção prevê abranger perto de 1260 voos.

Henrique Sá Pessoa, que acaba de receber a segunda estrela Michelin, preparou um arroz doce cremoso com puré de Pera Rocha em calda de moscatel, que irá adoçar o paladar dos viajantes da classe executiva de médio e longo curso. Já Vítor Sobral, um dos nomes mais conhecidos e dinâmicos da gastronomia portuguesa, criou uma mousse de chocolate com compota de Pera Rocha que será servida aos passageiros da classe económica de longo curso. Em simultâneo, os passageiros de classe executiva poderão ainda saborear a Pera Rocha do Oeste no Lounge Premium da transportadora, no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, onde estará disponível também entre 16 e 30 de janeiro.

Publicidade

Delta Cafés entra no mercado de barras de cereais

O Continente integrou 40 novos membros no Clube de Produtores Continente (CPC), em apenas 2 semanas, e comprou mais cinco milhões de euros em bens agroalimentares no 1º trimestre de 2020 que no ano anterior. Em comunicado, o Continente anuncia que no período entre janeiro e março, já comprou mais de 71,3 milhões de euros em produtos nacionais sendo que, no segmento frutas e legumes, um dos que mais procura registou durante a pandemia, as compras nacionais representaram um crescimento superior a 4 milhões de euros em relação a 2019, superando os 28 milhões de euros.

Fnac abre no Dolce Vita Tejo