in ,

Exportação para o Reino Unido pode continuar sem certificado fitossanitário

O Departamento de Agricultura, Alimentação e Assuntos Rurais do Reino Unido publicou uma atualização das condições que são exigidas para importação de frutas, vegetais, flores e plantas, entre as quais, está o atraso na obrigação de apresentar o certificado fitossanitário até 1 de janeiro de 2022.

Esta medida estava planeada para entrar em vigor no dia 1 de abril.

Em concreto, na atualização do site do departamento britânico, é detalhado que todos os vegetais e frutas importados da União Europeia estarão livres para apresentar o certificado fitossanitário até 31 de dezembro de 2021. A partir de 1 de janeiro 2022, é indicado que apenas devem apresentá-lo “as frutas mais comuns”, “raízes e tubérculos” e “vegetais folhosos” (exceto saladas processadas).

 

Adiamento das regras

Por outro lado, o governo britânico também contempla o adiamento da entrada em vigor das etapas que havia inicialmente estabelecido para maior controlo das importações, como os controlos de fronteira.

Publicidade

mulheres

Faltam mulheres na tecnologia

Rakuten

Walmart adquire participação na Rakuten