Europac compra fábrica integrada de embalagens na Andaluzia

O Grupo Europac adquiriu duas sociedades titulares de uma fábrica integrada de embalagem na localidade cordovesa de Lucena.

O valor da operação foi de 9,8 milhões de euros, o que representa um múltiplo post sinergias de 5,5 vezes o EBITDA para a Europac. 


A nova instalação, que a partir de agora passará a denominar-se Europac Packaging Lucena, faturou 7,6 milhões de euros e gerou um EBITDA de 1,2 milhões no fecho de 2016, o que representa uma margem de EBITDA de 15,8%.

Atualmente, a fábrica dispõe de uma onduladora e três linhas de converting para a transformação da prancha de cartão em caixas numa nave de 15 mil metros quadrados sobre uma área de 42 mil metros quadrados. No último exercício, consumiu sete mil toneladas de papel e produziu 16 milhões de metros quadrados entre prancha de cartão e embalagem. 


O Grupo Europac vai implementar um plano de investimentos de dez milhões de euros gradualmente, com o objetivo de aumentar a produção, adquirir novos ativos, otimizar os ativos disponíveis e ampliar as instalações. Durante este período de investimentos, espera-se criar 25 novos empregos diretos. 


José Miguel Isidro, presidente executivo da Europac, afirma que “a aquisição da fábrica de Lucena é uma consequência da nossa vontade, manifestada em numerosas ocasiões, de crescer no sector da embalagem e dotar de maior coerência a estratégia comercial da divisão Packaging em Espanha, onde a empresa ainda não tem o peso específico que lhe corresponde”. José Miguel Isidro acrescenta que “a Europac Packaging Lucena é uma fábrica muito rentável, que tem um grande potencial de crescimento. O nosso objetivo é converter esta unidade numa referência na sua área de influência”.

Luis Serrano, country manager da divisão Packaging da Europac em Espanha e gerente da nova fábrica, refere que “o objetivo comercial é reforçar o posicionamento atual no sector industrial e abordar mercados onde ainda não estamos presentes, com especial atenção à agricultura e alimentação, sectores estratégicos especialmente relevantes na Andaluzia e que são grandes consumidores de embalagem”. 


Neste contexto, é de salientar que a fábrica encontra-se estrategicamente localizada no centro geográfico da Andaluzia, com uma área de influência que abarca mercados em Córdova, Sevilha, Almería, Málaga, Jaén e Granada, todas elas a uma distância entre 70 e 150 quilómetros.

As participações do negócio estavam repartidas entre a ICOA (Industrias Cartones Ondulados Andaluces S.L.) e a OASA (Ondulados Andaluces, S.A.), duas sociedades complementares dedicadas à produção de prancha de cartão ondulado e transformação da prancha em embalagem.

Publicidade

Ervideira lança oitava colheita do Invísivel

Starbucks vai criar 240 mil empregos até 2021