in

Ervideira lança oitava colheita do Invísivel

A Ervideira volta a lançar uma nova colheita de Invisível, mantendo a tradição de a lançar no dia das mentiras, 1 de abril. Isto porque se trata de um vinho reconhecido como branco, mas que é feito a partir de uvas tintas, segundo uma tecnologia de frio.

Segundo Duarte Leal da Costa, diretor executivo da Ervideira, “a tradição do seu lançamento a 1 de abril tem a sua razão pelo simples facto de estarmos a produzir um vinho cuja casta é originalmente associada a vinhos tintos e nós apresentamo-la com “o rótulo” de vinho branco”.

Esta é a oitava colheita que a Ervideira lança no mercado. No início, em 2009, a produção era de 13 mil garrafas. Hoje, com uma aceitação cada vez mais notória por parte do público em geral, a produção alargou-se para as 60 mil garrafas ao ano, sendo que só na primeira semana de pré-lançamento já foram vendidas 16 mil. Prevê-se que, tal como no ano passado, no mês de julho este esteja totalmente esgotado, tendo que se esperar pela colheita seguinte, a ser lançada no próximo dia das mentiras, em 2018.

Este vinho já está presente em mercados como Bélgica, Luxemburgo, Holanda, Alemanha, Suíça, Brasil e China, sendo seu objetivo continuar a ser visível noutros mais, nomeadamente Japão, pelo facto de ser indicado para acompanhar sushi e sashimi.

Já disponível nas principais garrafeiras de Portugal, este novo produto da Ervideira tem a assinatura do enólogo Nelson Rolo.

Publicidade

IKI Mobile constrói fábrica em Portugal

Europac compra fábrica integrada de embalagens na Andaluzia