peixe
in

Eurest pretende aumentar o consumo de peixe nas escolas com produto inovador

Com o intuito de influenciar positivamente os hábitos alimentares das crianças em idade escolar, a Eurest, em parceria com a Pescanova, lança o projeto Fish Revolution junto das escolas e das instituições de ensino superior onde opera, oferecendo aos alunos um produto inovador à base de peixe – talharins de pescada – que tem como base 70% de pescada do cabo certificada.

O talharim de pescada promove uma nova forma de consumir pescado – em forma de massa talharim -, para além de aliar o valor nutricional do peixe ao gosto que as crianças e jovens têm por massas. Talharins de pescada salteados com legumes, talharins de pescada com molho de tomate e talharins de pescada com queijo parmesão foram os pratos que Ángel León, chef espanhol que detém três estrelas Michelin, criou e desenvolveu em exclusivo para a Eurest.

 

Fish Revolution

O projeto Fish Revolution foi apresentado, no passado dia 22 de março, durante a conferência “O almoço do futuro sabe a mar”, que contou com o apoio de Manuel Pizarro, eurodeputado membro da Comissão das Pescas e da Comissão do Emprego e dos Assuntos Sociais, e a participação de Conceição Calhau, nutricionista, investigadora e professora catedrática na NOVA Medical School, Rute Dinis de Sousa, psicóloga e diretora executiva da Unidade de I&D Comprehensive Health Research Centre (CHRC) da Nova Medical School, Susana Fonseca, representante da Associação ZERO, Ana Vazquez Rabuñal, I+D Nueva Pescanova, e Henrique Leite, CEO da Eurest Portugal, como moderação de Fernanda Freitas.

Como se costuma dizer, os olhos também comem e é o caso. Quem não sabe do que se trata diz que é massa. Mas, na verdade, não é massa, é peixe em forma de massa talharim”, diz Beatriz Oliveira, nutricionista e diretora de qualidade da Eurest Portugal. “É com este conceito inovador que queremos promover a ingestão de proteína do peixe nos menus escolares, apresentando pratos com texturas, sabores e formatos atraentes para os mais pequenos. Acreditamos que este novo conceito de ingerir peixe é perfeito para as crianças no que diz respeito ao aspeto, aroma e sabor. A componente da sustentabilidade também está bem presente no desenvolvimento do produto, desde a seleção de matéria-prima com certificado de sustentabilidade, ao processo de produção, culminando com a redução do desperdício alimentar inevitavelmente associado aos pratos de peixe”, remata.

 

Nova forma de consumir peixe

Henrique Leite, CEO da Eurest Portugal, diz que o Fish Revolution é “uma nova tendência, uma nova forma de ingerir peixe. O consumo de peixe traz variados benefícios para a saúde, queremos aumentar o seu consumo, mas é importante que o seu consumo também seja feito de forma responsável. Por isso, decidimos inovar e apostar neste novo conceito em conjunto com a Pescanova e o chef Ángel León com o objetivo de promover uma alimentação mais equilibrada junto das crianças, mas sem esquecer o propósito de tornar o planeta mais sustentável através de opções alimentares também elas mais sustentáveis”.

vidro

Consumidores entregam mais de 500 mil embalagens de bebidas entre janeiro e fevereiro

Adega de Palmela

Adega de Palmela distinguida com medalhas de Grande Ouro, Ouro e Prata na Alemanha