in

Ervideira cresce 8% no 1.º semestre

A Ervideira, que foi este ano considerada PME Líder pelo terceiro ano consecutivo, fechou o primeiro semestre a ultrapassar a barreira do milhão de euros de faturação, apresentando um crescimento de 8% face ao semestre anterior.

Por detrás deste crescimento estará a reafirmação dos vinhos topo de gama Conde D’Ervideira, Vinho da Água, Invisível e Vinha D’Ervideira no mercado, bem como o contínuo desenvolvimento das três Ervideira Wine Shops.

O crescimento na faturação da Ervideira neste primeiro semestre é acompanhado por um decréscimo de 5% no número de garrafas vendidas, o que reflete o resultado da estratégia da produtora em apostar nos seus vinhos topo de gama e a preferência do consumidor por produtos com elevada qualidade.

Se a tendência dos anos anteriores se mantiver, a produtora espera atingir os 2,4 milhões de euros no final do ano. O sucesso da produtora continua a ser também marcado pelo seu investimento nas Ervideira Wine Shop, as lojas próprias da marca. Este semestre, a faturação nas lojas da Adega, Évora e Reguengos de Monsaraz aumentou em 12% face ao semestre anterior, crescimento que se deve à aposta na construção do Ervideira Wine Lounge, junto da adega, e cujos resultados estão já a surgir.

Duarte Leal da Costa, diretor executivo e sócio maioritário da Ervideira, afirma que “se da análise dos resultados líquidos operacionais em 2017, a Ervideira ficou colocada entre as melhores PME’s Agrícolas de Portugal, o crescimento que registámos neste primeiro semestre vem precisamente reafirmar esta posição entre as melhores do sector. Estamos extremamente satisfeitos com os resultados, mas também conscientes das expectativas e responsabilidade que acarretam para a empresa e os seus colaboradores no futuro. O que podemos, desde já, prometer é que continuaremos a oferecer aos nossos clientes e visitantes o melhor serviço e produtos possíveis, bem como criar experiências e momentos únicos”.     

Ainda este ano, a Ervideira promete o lançamento de novos produtos, tais como o Espumante da Água, que será o primeiro espumante do mundo com a segunda fermentação em profundidade, sobe a pressão de quatro bares. As condições inéditas da sua produção resultam num espumante elegante, que a produtora promete estar entre os melhores do mundo. Será também lançado o primeiro vinho de agricultura biológica da Ervideira, pelo nome de Ervideira Bio-Nature. Com esta nova referência, a empresa pretende posicionar-se no segmento dos vinhos de agricultura biológica, de categoria premium, onde acredita haver muito espaço para crescer. 

Publicidade

Regressaram os gelados Sunquick ICE

Go Natural inaugura primeiro restaurante de rua em Lisboa