in

El Corte Inglés será o grande beneficiado com o crescimento económico

O El Corte Inglés será o grande beneficiado no sector da distribuição alimentar com o bom desempenho previsto para 2019 para a economia espanhola, indicam as estimativas da Moody’s. Agência de notação financeira que, não obstante as expectativas económicas positivas, antecipa que os lucros da DIA continuem em queda, face à concorrência de operadores como a Mercadona e o Lidl.

De acordo com a Moody’s, a economia espanhola deverá crescer 2% e o desemprego cair para 15,5%, em 2019, o que “contribuirá para o crescimento dos lucros dos retalhistas espanhóis, incluindo o El Corte Inglés, a Inditex e a Tendam Fashion (Cortefiel)”.

Em contrapartida, a concorrência dos operadores de discount e dos “pure players” continuará a afetar negativamente a evolução dos retalhistas tradicionais. Como tal, muitas cadeias estão a remodelar as suas redes comerciais e a apostar em novas fontes de receitas, ao mesmo tempo que criam alianças para ganhar pulso na negociação com os fornecedores e obter preços mais baixos.

A agência de “rating” assegura que os retalhistas europeus submetidos à sua avaliação aumentarão, em média, o resultado bruto de exploração e as vendas, respetivamente, 3,2% e 3,1%. No caso do Reino Unido, a Moody’s antecipa uma subida do Ebitda em 3%, em 2019, mas adverte que este valor pode cair no caso de uma saída do Brexit sem acordo. Para os retalhistas da Europa continental, as perspetivas de crescimento são de 4,2%.

Publicidade

Publicidade

Johnson & Johnson compra empresa de cosmética japonesa

Cerealto prevê fechar o ano com um aumento de vendas de 47%