in

El Corte Inglés atinge valor recorde de vendas em Portugal

Ultrapassa os 506 milhões de euros

O El Corte Inglés – Grandes Armazéns, a empresa portuguesa do grupo, alcançou um volume de negócios de mais de 506 milhões de euros, no exercício de 2018, encerrado a 28 de fevereiro.

Este valor é para a empresa, em atividade em Portugal há 17 anos completos, o mais alto de sempre e representa uma subida de 5,6% face ao ano anterior, conforme o Relatório e Contas depositado na CRC e consolidado com as contas divulgadas esta sexta-feira dia 28 de junho, pelo grupo, em Madrid.

O resultado bruto de exploração (EBITDA) cresceu 12%, atingindo os 57 milhões de euros, e os resultados, depois de pagos 11,3 milhões de euros em impostos, cresceram para os 29 milhões de euros.

Os custos e as despesas de exploração fixaram-se nos 448 milhões de euros, o que representa um aumento de 4,7% face ao exercício anterior.

Estes resultados, que a empresa considera muito positivos, resultam de “uma contínua e crescente aposta na modernização e melhoria dos espaços bem como do alargamento de serviços e oferta”. A renovação e criação de marcas próprias em moda mulher, bem como a abertura de novos espaços dedicados a marcas internacionais de prestígio são alguns dos fatores aos quais se atribuem os bons resultados deste exercício, ao que se soma a consolidação da marca própria de casa e decoração Room, o posicionamento no que diz respeito à tecnologia, a modernização dos espaços de restauração, a consolidação do Gourmet Experience em Lisboa enquanto espaço gastronómico de eleição e de “lifestyle”, a crescente aposta nos conceitos de alimentação biológica com o Bio&Natural, a aposta na omnicanalidade com o desenvolvimento e inovação do negócio digital, que integra mais artigos e categorias de produtos, com tempos de resposta e entrega cada vez mais curtos, a consolidação de serviços como o Click&Car, Click&Collect e o novo Click&Express e a dinamização das lojas de Lisboa e Gaia Porto através de eventos culturais diários.

Grupo aumenta em 28% os seus resultados

No seu todo, o Grupo El Corte Inglés aumentou o seu volume de negócios em 1,1% para os 15.783 milhões de euros. A evolução positiva do negócio e a sua boa gestão impulsionaram o aumento dos lucros líquidos para os 258,2 milhões de euros, mais 27,7% que no exercício precedente, enquanto o EBITDA cresceu 2,2%, para os 1.075 milhões de euros.

A margem bruta situou-se nos 4.696 milhões de euros, o que representa um aumento de 1,5% face ao último exercício.

O grupo alcançou uma importante redução da dívida que, ao fecho do exercício, se situava nos 3.367 milhões de euros, ou seja, menos 467 milhões de euros que no ano anterior. Este valor resulta, essencialmente, da própria evolução do negócio e da venda de ativos não estratégicos.

 

Publicidade

Publicidade

Sogrape faz aquisição histórica no Reino Unido

Miele faz o maior lançamento da sua história