in

Dono de império de retalho croata detido pela falência do grupo empresarial

O dono do império Agrokor, Ivica Todoric, o homem mais rico da Croácia, foi detido em Londres, no Reino Unido, por alegadamente ter falsificado as contas do grupo de retalho, que teve de ser salvo da falência pelo governo. Recentemente ficou-se a saber que, em 2016, a Agrokor perdeu 1.500 milhões de euros.

Em abril, o governo croata teve de intervir para salvar o grupo que representa 13% do Produto Interno bruno (PIB) do país, dá trabalho a mais de 30 mil pessoas de forma direta e gera outros 150 mil empregos indiretamente.

O governo denunciou publicamente Ivica Todoric e toda a cúpula diretiva da Agrokor pela falsificação das contas, após uma auditoria da PwC ter revelado que, entre 2014 e 2016, o capital do consórcio ter encolhido quase três milhões de euros. O magnata está acusado de ter falseado os dados para retirar dinheiro da empresa para financiar as suas necessidades privadas, como viagens de luxo, e para enganar os credores.

A Agrokor produz e distribui carne, lacticínios, gelados, água engarrafada e azeite. Sete das suas empresas estão cotadas na zona de Zagreb. A sua divisão retalhista, a Konzum, possui a maior rede de distribuição nos Balcãs. Em muitas pequenas povoações croatas, a única loja é um ponto de venda Konzum.

Publicidade

Consumidores europeus diversificam cada vez mais os locais de compras

P&G

P&G economiza 430 milhões de euros desde 2010 graças a medidas de sustentabilidade