in

Dona da Conforama envolvida em escândalo contabilístico

A multinacional sul-africana Steinhoff, proprietária da Conforama, Hertz e Poundland, anunciou novas informações sobre irregularidades nas suas contas que requerem uma investigação. Este facto, comunicado através de uma declaração ao mercado, levou o grupo a cair 63% no mercado de ações.

A empresa estava sob investigação desde 2015 pelo sistema de justiça alemão por possíveis irregularidades nas suas contas. O próprio grupo reconheceu que os relatórios financeiros dos últimos anos terão de ser investigados.

O escândalo afeta a gestão da empresa e o próprio CEO, Markus Jooste, anunciou imediatamente a sua demissão do cargo. Será substituído por Christo Wiese, o maior acionista do grupo.

A empresa encomendou à PwC uma investigação independente sobre as suas contas. A agência Reuters tentou obter um comentário da Deloitte, o auditor que assinou as contas da empresa nos últimos anos, sem sucesso. 

Esta não é a primeira vez que a contabilidade da Steinhoff está sob suspeita. Os analistas perguntaram repetidamente como a multinacional conseguiu manter uma taxa de imposto tão baixa, com uma média de 12% nos últimos cinco anos, metade do que foi pago por concorrentes, como a alemã Metro ou o francês Casino.

Publicidade

Rangel lança projeto nacional integrado de e-commerce farmacêutico

FNAC

Loja no Montijo eleva investimento da Fnac em 2017 para 7,5 milhões de euros