in

DIA ganha a batalha legal contra antigos franchisados

A DIA ganhou a batalha legal contra os seus antigos franchisados. Primeiro, foi um tribunal de Vic que decretou o arquivo de queixas contra a empresa apresentadas por dois antigos franchisados. Depois, foi outro tribunal de Valladolid que também se pronunciou na mesma linha e arquivou uma das contendas.

O tribunal de Vic concluiu que, contrariamente ao que os queixosos disseram, em relação ao possível crime de fraude e de apropriação indevida, “não há a menor indicação racional da sua perpetração“.

Além disso, no que diz respeito à alegação das antigas franquias que a DIA poderia ter falsificado a informação financeira que lhes foi fornecida ao assinar os contratos, “se entende claramente que a informação pré-contratual fornecida aos clientes, juntamente com os requisitos económicos para a criação de uma franquia, foi baseada numa previsão e projeção ao futuro do possível funcionamento da franquia“.

Assim, de acordo com o tribunal, “em nenhum dos casos há qualquer indicação de que os dados económicos referentes ao rendimento real previamente fornecidos ao franchisado eram falsos ou imprecisos e, em nenhum caso, este prometeu obter um determinado montante e desempenho específico“.

Em relação às acusações sobre a política de preços, as franquias alegaram que a DIA as obrigou a comprar caro e a vender muito barato, com a intenção de reivindicar sua falência. O tribunal também insiste que “não há indícios de que as perdas ou a falência das franquias tenham sido determinadas pela alegada política de preços“, uma vez que, entre outros aspetos, “a dita política de preços, stocks e ofertas era conhecida pelos queixosos”.

Publicidade

Mesas Bohemias estão de volta

Coca-Cola apresenta nova garrafa